A+ / A-

Cardeal Tolentino Mendonça vence Prémio Universidade de Coimbra

25 fev, 2021 - 09:10 • Redação

Parte do valor monetário do prémio é destinado a um projeto de investigação à escolha do premiado.

A+ / A-

O Cardeal Tolentino Mendonça venceu por unanimidade o Prémio Universidade de Coimbra deste ano.

O ensaísta, poeta e teólogo foi distinguido, nas palavras do reitor, pela “figura ímpar” da cultura, “com uma visão social inclusiva”, informa a instituição num comunicado enviado à redação.

Segundo Amílcar Falcão, o cardeal destacou-se dos demais candidatos “pela figura inquestionável que é no plano nacional e internacional”.

O prémio, no valor de 25 mil euros, será entregue na próxima segunda-feira, na sessão solene comemorativa do 731.º aniversário da Universidade.

Este ano, o valor será dividido em duas partes, “sendo dez mil euros para o vencedor e 15 mil euros para uma bolsa de investigação numa área que será determinada pelo vencedor”, esclareceu o reitor.

O Prémio UC, instituído em 2004, distingue anualmente uma personalidade de nacionalidade portuguesa que se tenha afirmado por uma intervenção particularmente relevante nas áreas da cultura ou da ciência.

Tolentino Mendonça, que foi elevado a cardeal em 2019, é um poeta, teólogo, sacerdote e professor universitário, sendo considerado uma das vozes mais originais da literatura portuguesa contemporânea e reconhecido como um eminente intelectual católico.

A sua vasta obra, já distinguida com vários prémios, inclui poesia, ensaios e peças de teatro. Tem também colaborado como tradutor e organizador em muitos outros livros.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+