Tempo
|
A+ / A-

Bispo do Algarve anuncia que renúncia quaresmal vai apoiar a Cáritas Diocesana

17 fev, 2021 - 17:27 • Ecclesia

D. Manuel Quintas exorta "à generosidade" de todos na partilha fraterna.

A+ / A-

O bispo do Algarve anunciou que a renúncia quaresmal vai ter como destino a Cáritas diocesana, lembrando que a instituição responde “aos muitos e crescentes pedidos” que não se limitam a bens de primeira necessidade.

“Exorto todos, à semelhança dos anos anteriores, à generosidade nesta partilha fraterna. Queremos que a nossa renúncia quaresmal, seja expressão da nossa comunhão eclesial na resposta ao apoio dos mais necessitados”, escreve D. Manuel Quintas.

O bispo do Algarve lembra que a Cáritas diocesana não vai realizar o seu peditório público anual, nem é possível o ofertório nas Eucaristias no Dia Cáritas, instituído pela Conferência Episcopal Portuguesa no 3.º domingo da Quaresma (7 de março, em 2021), como não foi possível em 2020.

“Privando esta Instituição de uma receita significativa, de modo a responder, como é sua característica, aos muitos e crescentes pedidos, que não se limitam a bens de primeira necessidade”, acrescenta.

Na mensagem para a Quaresma, que começa hoje com a celebração das cinzas, D. Manuel Quintas assinala que querem unir-se, como Igreja diocesana, “na partilha fraterna presente na renúncia quaresmal”, fruto das privações e sinal do caminho de conversão percorrido.

A Quaresma é um tempo de 40 dias que se inicia esta quarta-feira, com a celebração das Cinzas, marcado por apelos ao jejum, partilha e penitência como preparação para a Páscoa, a principal festa do calendário cristão (4 de abril, em 2021).

Segundo o bispo do Algarve, ‘celebrar e viver a Quaresma em tempo de pandemia’ pode ajudar na “compreensão da importância da espiritualidade” – vida segundo o Espírito – e da valorização do seu contributo como apoio pessoal e familiar na vida quotidiana, sobretudo quando “mergulhados em situações difíceis de explicar e de assumir”.

“Este ano, pelas circunstâncias que vivemos, temos a sensação de que a Quaresma se antecipou, tão exigente tem sido este tempo de confinamento, tempo tão atípico em que nos sentimos constrangidos, para bem de todos, a assumir a privação da participação presencial na Eucaristia dominical e noutras celebrações públicas”, desenvolveu.

Neste contexto, D. Manuel Quintas indica diversas situações que “perturbam, geram ansiedade e insegurança”, aumentam a falta de esperança e a impaciência pessoal e com os outros, mesmo com os que são mais próximos.

O bispo do Algarve vai presidir a diversas iniciativas no tempo da Quaresma que vão ser transmitidas online, que começam nesta Quarta-feira de Cinzas com a Eucaristia, pelas 21h00, na Sé de Faro.

D. Manuel Quintas, em cada sexta-feira da Quaresma, vai presidir a uma Via-Sacra transmitida pelas 21h00, da capela de Seminário de São José.

Aos domingos, o bispo diocesano preside à Missa, a partir das 11h00, transmitida também da capela do Seminário diocesano, e à oração de vésperas, seguida de catequese quaresmal sobre o tema ‘Viver a partir de Cristo’, pelas 17h00.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+