Tempo
|
A+ / A-

Moderna garante eficácia da vacina contra novas variantes da Covid-19

25 jan, 2021 - 14:15 • Joana Gonçalves

“A vacina da Moderna contra a Covid-19 produziu efeitos neutralizantes contra todas as variantes emergentes testadas”, revelou a empresa com sede em Cambridge.

A+ / A-

A empresa de biotecnologia Moderna anunciou, esta segunda-feira, que a sua vacina contra a Covid-19 mantém a eficácia contra as variantes britânica e sul-africana do novo coronavírus, consideradas mais contagiosas.

Em comunicado a empresa norte-americana adiantou que “os resultados de estudos de neutralização in vitro de soros de indivíduos vacinados com a vacina Moderna COVID-19 revelam atividade contra as emergentes variantes do SARS-CoV-2”.

“A vacinação com a vacina Moderna COVID-19 produziu efeitos neutralizantes contra todas as variantes emergentes testadas, incluindo B.1.1.7 e B.1.351, identificadas pela primeira vez no Reino Unido e na República da África do Sul, respectivamente”, lê-se no mesmo documento.

A empresa adianta, contudo, que no caso da variante da África do Sul, que já circula em Portugal, “foi observada uma redução de seis vezes nos títulos neutralizadores”, mas garante que “permanecem acima dos níveis que se espera que configurem uma proteção”.

Espera-se que o regime de duas doses da vacina assegure a proteção contra todas as variantes emergentes. Porém, a Moderna anunciou, também, que vai testar uma dose de reforço adicional.

“Enquanto tentamos derrotar o vírus da Covid-19, que criou uma pandemia mundial, acreditamos que é imperativo ser proativo, conforme o vírus evolui. Estamos animados com estes novos dados, que reforçam a nossa confiança de que a vacina Moderna COVID-19 deve proteger contra as variantes recém-detectadas ”, disse Stéphane Bancel, CEO da Moderna.

Portugal já assegurou mais de 31 milhões de doses da vacina da Moderna, suficientes para vacinar mais de 18 milhões de pessoas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+