Tempo
|
A+ / A-

Ministério da Educação avalia aprendizagens dos alunos do básico

06 jan, 2021 - 07:40 • Redação com Lusa

Cerca de 30 mil alunos de mais de 1.400 escolas de todo o país vão realizar testes de diagnóstico até ao final do mês.

A+ / A-

Veja também:


Arranca esta quarta-feira um estudo a nível nacional para avaliar as aprendizagens dos alunos. O Ministério da Educação quer saber até que ponto o ensino foi afetado com o encerramento das escolas em tempo de pandemia.

“O objetivo do estudo é perceber qual é o estado das aprendizagens em algumas literacias – de leitura e de informação, da matemática e das ciências. E assim fazer um retrato das aprendizagens dos alunos do 3.º, 6.º e 9.º anos de escolaridade neste momento”, explicou à Renascença, Luís Santos, presidente do Instituto de Avaliação Educativa (IAVE), lembrando a situação excecional que se viveu desde março do ano passado, quando as aulas presenciais foram suspensas e substituídas pelo ensino à distância.

A avaliação vai ser feita junto de uma amostra de 30 mil alunos do ensino básico, de mais de 1.400 escolas de todo o país.

As provas serão feitas em suporte eletrónico entre hoje e 22 de janeiro. No total, serão 1.247 escolas públicas e 102 colégios de Portugal continental assim como 79 escolas madeirenses e açorianas.

Mas há estabelecimentos de ensino que ainda não sabem quando os seus alunos irão participar, porque aguardam a confirmação do IAVE.

Os questionários de contexto serão feitos a alunos e professores para que possa ser possível perceber o contexto em que as aprendizagens decorreram, quais as condições disponibilizadas pelas escolas e o ambiente familiar e percurso escolar do aluno.

Pretende-se ainda encontrar as formas de ensinar que se revelaram eficazes e quais as estratégias de avaliação usadas pelos professores.

Segundo o IAVE, os relatórios de resultados serão realizados durante o segundo período para permitir "a implementação das medidas consideradas necessárias para colmatar os eventuais défices de aprendizagem".

Serão realizados relatórios para cada uma das escolas envolvidas no estudo mas também um relatório nacional sobre as competências evidenciadas pelos alunos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+