Tempo
|
A+ / A-

#NãoSejasPato. ​Pandemia faz disparar burlas na internet

11 dez, 2020 - 16:41 • Sandra Afonso

Portal da Queixa recebeu mais de cinco mil reclamações entre janeiro e novembro, a um ritmo de 16 queixas por dia. Para combater esta tendência, o site está a promover o movimento cívico #NãoSejasPato.

A+ / A-


O Portal da Queixa, a maior rede social de consumidores do país, recebeu mais de cinco mil reclamações entre janeiro e novembro, o que representa um aumento de 77%, face a 2019.

Em média, chegam ao Portal 16 queixas por dia. Segundo a plataforma, demonstra “que os esquemas de burla e fraude registam uma tendência de crescimento, tendo sido igualmente ampliados pelo atual contexto pandémico”.

Para combater esta tendência, o Portal quer incentivar a literacia digital dos portugueses, para isso está a promover o movimento cívico #NãoSejasPato.

A campanha foi lançada no âmbito da Black Friday, o período de descontos que antecede o Natal, e já conta com a adesão de mais de 7000 consumidores, que testaram voluntariamente os respestivos conhecimentos através de um Quiz, na plataforma: www.naosejaspato.pt .

Segundo os dados já apurados, dos 7.318 testes feitos até ao momento, 61,6% dos consumidores “evidencia a existência de lacunas de conhecimento sobre literacia digital e financeira na sociedade de consumo em Portugal”.

O Portal de Queixa alerta para o aumento das compras on-line, uma reação às restrições de circulação impostas pela condição pandémica, que exige “a criação urgente de medidas que defendam os direitos da nova sociedade digital que está a emergir”.

Segundo Pedro Lourenço, CEO do Portal da Queixa e fundador da Consumers Trust, “os consumidores, ao estarem confinados no seu espaço habitacional, adotam um comportamento mais relaxado – por se sentirem mais protegidos no seu lar –, baixando a guarda e ficando mais vulneráveis a serem alvo de crime informático. Portanto, é fundamental dar continuidade à partilha de conhecimento, através das iniciativas privadas e nas redes sociais, tendo em conta que, infelizmente, e assistimos a uma total inércia por parte dos decisores políticos, que não revelam preocupação perante este flagelo, que coloca em perigo milhares de consumidores todos os dias.”

A campanha #NãoSejasPato vai decorrer durante um ano, com o objetivo de aumentar a literacia digital da população e evitar que caia em burlas e esquemas fraudulentos. Este movimento cívico conta com a adesão de várias entidades como: OLX, MB WAY, Worten, CTT, KuantoKusta e euPago.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+