Tempo
|
A+ / A-

“Pai Natal Verde” chega a mais de 10 mil crianças

02 dez, 2020 - 15:01 • Olímpia Mairos

Projeto da Betweien, da Universidade do Minho, propõe a redução da pegada ambiental nesta época.

A+ / A-

O projeto “O Pai Natal Verde”, que propõe reduzir a pegada ambiental nesta época, como no papel de embrulho, nas luzinhas e na corrida a shoppings, via chegar a mais de 10 mil alunos de 100 escolas do ensino básico do país, através de sessões online grátis.

O diretor da Betweien, Narciso Moreira, explica que o objetivo é “sensibilizar o público infantil para os excessos cometidos na época natalícia, que têm um forte impacto negativo na preservação e sustentabilidade do ambiente”.

O livro “O Pai Natal Verde” é o ponto de partida das sessões online, que podem contemplar leitura animada, uma peça de teatro, um debate e uma música original sobre os valores da narrativa, reforçando a relação com as crianças.

Nos últimos anos, aquele livro já foi alvo de 300 apresentações para 20 mil crianças, conta com 12.500 cópias vendidas e tornou-se uma referência quando se associa Natal, educação e ambiente.

“Vamos continuar a disseminar esta mensagem da consciência ecológica por Portugal, incluindo as ilhas, que vai ter um impacto redobrado nas escolas com galardão Eco-Escolas da ABAE”, afirma Narciso Moreira.

O autor do livro destaca que “os comportamentos ambientalmente responsáveis não vão nunca retirar o encanto e a magia natalícia para as crianças”.

A iniciativa é da startup Betweien, da Universidade do Minho, tem o apoio da Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) e prolonga-se até ao Natal.

A Betweien nasceu em 2011, em Braga, e aposta na inovação educativa em múltiplos suportes, sensibilizando para vários temas sociais, contando para isso com parcerias de cantores, atores e youtubers. Assume-se ainda como a única empresa nacional a promover o empreendedorismo júnior no ensino básico e secundário. Um dos seus livros nesse âmbito, “Senhor empreendedorismo” teve edição angolana, destaque na “Forbes Brasil” e foi convertido em videojogo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+