Tempo
|
A+ / A-

Boletim DGS. Menos 2.048 casos ativos de Covid-19 em Portugal

28 nov, 2020 - 14:11 • Marta Grosso , Sofia Freitas Moreira

É o número de casos ativos mais baixo desde 18 de novembro. Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 4.868 infeções pelo novo coronavírus e 87 óbitos com Covid-19.

A+ / A-

Veja também:


Portugal conta mais 4.868 novos casos de Covid-19 e 87 mortes com a doença, revela o boletim epidemiológico deste sábado, segundo o qual há menos 2.048 casos ativos de infeção pelo novo coronavírus no país, o número mais baixo desde 18 de novembro.

Nas últimas 24 horas, 6.829 pessoas foram dadas como recuperadas. Portugal ultrapassa, assim, a barreira dos 200 mil recuperados, com um total de 206.275 desde o início da pandemia.

O número de internamentos diminiu para 3.155 (menos 53), mas nos cuidados intensivos há mais três pessoas (num total de 529, um novo máximo desde o início da pandemia).

A região Norte continua a liderar as subidas, com mais 2.496 casos e 42 óbitos. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT), com 1.313 novos casos e 29 mortes.

A maior distância está o Centro do país, com 775 novos casos e 11 mortes com Covid-19, o Alentejo (127 infeções em 24 horas e quatro mortes) e o Algarve (94 casos e um óbito).

Nos Açores e na Madeira, não houve registo de qualquer morte com a doença, mas há novos casos: 39 no arquipélago açoriano e 24 na Região Autónoma da Madeira.

Em termos de idades, verifica-se neste sábado o maior aumento de casos na faixa etária 40-49: 774.

Já os óbitos continuam a ter maior incidência nas pessoas com mais idade. Neste sábado, ocorreram duas mortes na faixa 40-49 anos; três na de 50-59; 10 nos 60-69 anos; 24 nos 70-79 e 48 em pessoas com 80 ou mais anos.


[Notícia atualizada no domingo, às 13h00, com indicação da barreira dos 200 mil recuperados ultrapassada]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Joao Rodrigues
    28 nov, 2020 Almada 16:10
    Aos fim de semana é sempre a mesma coisa baixa sempre porque a DGS está sempre com estas coisa