Tempo
|
A+ / A-

Vítor Oliveira tinha convites de Leixões e Lourosa para voltar ao ativo

28 nov, 2020 - 17:11 • Redação

Antigo treinador tinha propostas para se tornar diretor de futebol das duas equipas. Vítor Oliveira morreu este sábado, em Lavra.

A+ / A-

Vítor Oliveira tinha propostas para voltar ao ativo enquanto diretor-geral no Leixões, da II Liga, e no Lusitânia Lourosa, do Campeonato de Portugal, segundo revelaram dirigentes dos dois clubes.

Jorge Moreira, presidente do Leixões, revelou à "Sport TV" que o antigo treinador de Matosinhos tinha convite para ser diretor-geral do Leixões e que estava tudo preparado para que o anúncio fosse feito na próxima semana.

"No passado recente, estive em conversações com o Vítor para o convencer a abraçar o projeto do futebol profissional, sendo o diretor-geral do Leixões, de forma a poder agregar o clube e a SAD. Senti que havia vontade do Vítor em ajudar o clube da terra. Falei diariamente com ele nos últimos dias. Tudo se conjugava para que, na próxima semana, o Vitor Oliveira fosse anunciado como diretor-geral do Leixões. Acho que ele ia aceitar, estava fortemente inclinado porque é o clube do coração", diz.

Hugo Mendes, dono do Lusitânia Lourosa, também revelou nas suas redes sociais que tinha convidado o experiente treinador para assumir a pasta de diretor-geral do clube do Campeonato de Portugal.

"Quem diria que estávamos a planear, já na próxima semana, iniciares um projeto fantástico no Lusitânia de Lourosa na qualidade de Diretor Geral, pois já era pública a tua vontade de descontinuar o teu papel como treinador e, como quem te conhece bem sabe, eras de ideias fortes e muito convicto do que desejavas para ti e, no futuro, para nós", afirmou.

O treinador Vítor Oliveira morreu, este sábado, aos 67 anos. O ex-treinador do Gil Vicente, que atualmente estava sem clube, fazia uma caminhada em Lavra quando teve uma indisposição.

Vítor Oliveira era conhecido como o "Rei das Subidas", por ter levado várias equipas à I Liga durante a carreira. Foram 11 em 18 tentativas: Paços Ferreira (1990/91), Académica (1996/97), União de Leiria (1997/98), Belenenses (1998/99), Leixões (2006/07), Arouca (2012/13), Moreirense (2013/14), União da Madeira (2014/15), Desportivo de Chaves (2015/16), Portimonense (2016/17) e novamente Paços Ferreira (2018/19).

Com mais de 30 anos de carreira, Vítor Oliveira era considerado um dos grandes treinadores portugueses, apesar de nunca ter orientado um grande (FC Porto, Sporting, Benfica). Foi seis vezes campeão da II Liga.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.