Tempo
|
A+ / A-

Pandemia da Covid-19

Covid-19. Alemanha prolonga restrições até ao início de janeiro

25 nov, 2020 - 23:03 • André Rodrigues com agências

Bares, restaurantes, espaços culturais e desportivos mantêm-se encerrados durante mais um mês. Reuniões familiares de Natal poderão ter até 10 pessoas, entre 23 de dezembro e 1 de janeiro.

A+ / A-

Veja também:


A Alemanha vai estender as restrições impostas para combater a Covid-19 até ao início de janeiro, anunciou esta quarta-feira a chanceler Angela Merkel.

Entre as medidas previstas, está o encerramento de bares e restaurantes, bem como a imposição de um número limite de participantes em reuniões privadas.

“Ainda temos que fazer esforços (...) o número de infeções diárias ainda está a um nível muito elevado”, justificou Merkel numa conferência de imprensa, após mais de sete horas de reunião com os responsáveis dos 16 estados regionais.

Sendo assim, as restrições decididas na avaliação quinzenal são para manter "até ao início de janeiro, a menos que tenhamos uma diminuição inesperada na taxa de infeção, o que é improvável nesta fase", reconheceu a chanceler alemã.

Nesta altura, a taxa de infeção média no país é de 139,6 por 100 mil habitantes e de 195,3 por 100 mil habitantes na capital, Berlim, muito longe da meta de 50 infeções por cada 100 mil habitantes.

Nas últimas 24 horas, a Alemanha quebrou um novo recorde de vítimas mortais (mais 410) e 18.633 novas u penilo novo coronavírus.

Desde o início da pandemia, o país já registou 961.320 casos declarados de Covid-19 e o Instituto Robert Koch admite que, nos próximos dias, poderá ser ultrapassada a barreira de um milhão de infetados.


Reuniões de Natal até 10 pessoas

Bares, restaurantes, espaços culturais e desportivos vão manter-se encerrados durante mais um mês e o acesso a estabelecimentos comerciais vai ter um número limitado de clientes, em função das dimensões dos espaços.

Só as reuniões privadas por altura do Natal estão autorizadas, com um máximo de 10 pessoas por ajuntamento, entre 23 de dezembro e 1 de janeiro, um número que não inclui crianças menores de 14 anos.

Fora deste período, as reuniões privadas são limitadas a cinco pessoas.

Também os tradicionais espetáculos pirotécnicos da época estão proibidos nas praças e ruas mais movimentadas.

Finalmente, Angela Merkel pede, ainda, aos alemães que não viajem para o fora do país durante a quadra natalícia e vai solicitar à União Europeia a proibição das estadias, designadamente em estâncias de esqui até 10 de janeiro, para evitar a propagação do vírus.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.