Tempo
|
Jacinto Lucas Pires-Henrique Raposo
Um escritor, dramaturgo e cineasta e um “proletário do teclado” e cronista. Discordam profundamente na maior parte dos temas. À segunda e quarta, às 9h15
A+ / A-
Arquivo
Congresso do PCP - 16/11/2020
Congresso do PCP - 16/11/2020

J. Lucas Pires

Congresso do PCP e Covid. “Estado de emergência não pode servir para parar a política”

16 nov, 2020 • Miguel Coelho , Cristina Nascimento


Comentadores da Renascença analisam forma como decorreu o confinamento do fim de semana e a realização do congresso do PCP entre os dias 27 e 29, em Loures.

Os comentadores da Renascença consideram que, mesmo em estado de emergência, há condições para a realização do congresso do PCP, agendado para os dias de 27, 28 e 29 de novembro, em Loures.

No programa as "Três da Manhã", Jacinto Lucas Pires defendeu que "o Estado de emergência não pode servir para parar a política, porque isso pode pôr questões de liberdade política noutros contextos graves".

Já Henrique Raposo lembra que "as pessoas são adultas, vão respeitar as regras, como respeitaram no Avante". "Podem avançar, a meu ver", acrescenta.

Os dois olharam ainda para o primeiro de fim de semana com regras mais apertadas. Jacinto Lucas Pires defende medidas mais duras e um confinamento mais apertado. Também Raposo duvida da eficiência das medidas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.