Tempo
|
Jacinto Lucas Pires-Henrique Raposo
Um escritor, dramaturgo e cineasta e um “proletário do teclado” e cronista. Discordam profundamente na maior parte dos temas. À segunda e quarta, às 9h15
A+ / A-
Arquivo
Eleições nos Açores - 26/10/2020
Eleições nos Açores - 26/10/2020

​H. Raposo

​Eleições nos Açores são “antecâmara do que vai ser a Assembleia da Repúblical”

26 out, 2020 • Miguel Coelho , Cristina Nascimento


Comentadores da Renascença olham para os resultados das eleições regionais, marcadas pela eleição de dois deputados do Chega. Henrique Raposo e Jacinto Lucas Pires questionam como é que os restantes partidos vão lidar com o crescimento do partido de André Ventura.

O comentador da Renascença Henrique Raposo considera que os resultados eleitorais nos Açores podem ser uma "antecâmara do que vai ser a Assembleia Nacional".

No espaço de debate do programa "As Três da Manhã", os comentadores analisaram os resultados eleitorais que ditaram a eleição de dois deputados do Chega e o desaparecimento da CDU do Parlamento regional.

"Como é que se resolve este sarilho do Chega", questiona Henrique Raposo.

Já Jacinto Lucas Pires diz que o panorama dos Açores não é tão premonitório do que se poderá passar a nível. "não estou certo que o PS perca tanto", diz. No entanto, alinha com Raposo sobre a adaptação ao crescimento do Chega.

"Como é que a direita vai resolver a entrada do Chega?", interroga o escritor.

O PS perdeu este domingo a maioria absoluta nas eleições regionais dos Açores, só tendo conseguido eleger 25 deputados do total de 57 parlamentares da Assembleia Legislativa Regional.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.