Tempo
|
A+ / A-

Marcelo diz que “comunidade internacional falhou" na pandemia de Covid-19

01 out, 2020 - 18:15 • Redação, com Lusa

Presidente da República defende que a União Europeia deve assumir-se como potência política e estratégica para garantir o equilíbrio mundial, face ao que classificou de crise de multilateralismo internacional.

A+ / A-

Veja também:


O mundo reagiu tarde à ameaça global da pandemia de Covid-19, afirmou esta quinta-feira o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, na abertura do Fórum La Toja, a decorrer até sábado na ilha de La Toja, em Pontevedra, em Espanha.

“A comunidade internacional falhou ao descobrir a pandemia tarde demais, falhou ao mudar de posição sobre a pandemia várias vezes, falhou quando grandes poderes do decidiram atuar sós, sem colaboração, com egoísmo, isolacionismo, dando um mau exemplo àquilo que devia ser o multilateralismo perante um problema comum”, declarou Marcelo Rebelo de Sousa.

O Presidente da República defende que a União Europeia deve assumir-se como potência política e estratégica para garantir o equilíbrio mundial, face ao que classificou de crise de multilateralismo internacional.

"Neste período tão complexo é fundamental que a União Europeia seja ela própria uma potência. Que ela seja uma potência política e estratégica, como é comercial" , afirmou o chefe de Estado no Fórum La Toja.

"Que ela esteja unida e seja rápida a decidir como foi rápida a decidir no Conselho Europeu em que definiu um horizonte para a saúde, um horizonte para a crise económica e social, medidas de emergência e planos para o médio e longo prazo", sustentou.

Marcelo Rebelo de Sousa defendeu que só com "mais Europa e mais União Europeia" haverá "equilíbrio no mundo", confrontado com "ao aparecimento de posições isolacionistas e contrárias ao livre comércio internacional, colocando problemas no relacionamento entre aliados de sempre", referindo à tensão entre os EUA e a China.

"Foi o que aconteceu não no plano político e da defesa, mas no plano económico e financeiro entre EUA e a União Europeia", disse.

O Presidente da República, que falou durante quase meia hora, lamentou que o mundo esteja a viver "uma crise de multilateralismo quando era tão importante que ele existisse".

"A pandemia mostrou o fracasso deste multilateralismo imperfeito".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.