Tempo
|
A+ / A-

Basquetebol

Lakers na final da NBA pela 32ª vez

27 set, 2020 - 15:34 • Lusa

O outro finalista sai da partida entre Boston Celtics e Miami Heat.

A+ / A-

Um LeBron James determinado conduziu os Los Angeles Lakers à sua 32.ª final do “play-off” da Liga norte-americana de basquetebol (NBA), com exibição notável no quinto encontro da final de conferência face aos Denver Nuggets (117-107).

Na “bolha” de Orlando, o veterano jogador de 35 anos não permitiu que os Nuggets sonhassem com nova reviravolta, depois de virarem de 1-3 para 4-3 face a Utah Jazz e Los Angeles Clippers, ao somar 38 pontos, 16 ressaltos e 10 assistências.

O “23” dos Lakers acertou 15 de 25 lançamentos de campo (60%) e foi letal no último período, com 16 pontos, incluindo nove seguidos para a sua equipa, depois de uma assistência para o triplo de Danny Green, que passaram o resultado de 103-99 para 115-103, sentenciado o encontro com 1.57 minutos para jogar.

"Os meus companheiros de equipa disseram-me para os guiar e era minha responsabilidade fazer as jogadas certas e tomar as decisões corretas no campo para nos fazer ganhar jogos", explicou LeBron James, apenas o quarto jogador a atingir 10 finais da NBA, sendo esta a nona em 10 épocas - só venceu três.

No quinto embate com os Nuggets, destaque também para os 27 pontos de Anthony Davis, com 50% nos tiros de campo (oito em 16), num embate em que Alex Caruso e Danny Green marcaram ambos 11 e Dwight Howard somou nove pontos e nove ressaltos.

Por seu lado, o sérvio Nikola Jokic e Jerami Grant, ambos com 20 pontos, e Jamal Murray, com 18, comandaram os Nuggets, que procuravam a primeira final.

Os Lakers estão na final 10 anos depois e procuram o 17.º título, o registo recorde dos Boston Celtics, que ainda poderão ser os adversários, caso consigam dar a volta ao 2-3 face aos Miami Heat, na final da Conferência Este. O sexto jogo é hoje.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.