Tempo
|
A+ / A-

​Cartão do Cidadão vai ser entregue em casa pelo correio

25 set, 2020 - 12:48 • Manuela Pires

Nesta altura, há 350 mil cartões pendentes para entrega e o Governo decidiu tomar medidas para tentar resolver este problema até ao final do ano.

A+ / A-

A entrega de cartões do cidadão está tão atrasada que há agendamento de entrega para abril do próximo ano. Para resolver este problema, o Governo anunciou, esta sexta-feira, duas medidas: uma passa pela entrega do documento em casa, através dos CTT; a outra opção é levantar o documento num espaço do cidadão

A ministra da Modernização Administrativa, Alexandra Leitão, revelou, em conferência de imprensa, que “desde 16 de Setembro que todos os cartões que são renovados nos espaços cidadão das autarquias podem já entregar os cartões”.

Neste momento, há 38 espaços nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto que já estão a fazer este trabalho, mas o Governo espera em breve ter mais cem espaços disponíveis com estas competências.

A ministra da Justiça, Francisca Van Dunen, que esteve também na conferência de imprensa, revelou que desde o início do ano foram feitos mais de um milhão e 600 mil pedidos de cartão de cidadão, a maioria de forma presencial. Depois de dois meses de confinamento, os serviços do IRN abriram portas, mas as regras da DGS obrigaram a uma redução do número de trabalhadores em 50%.

“Os pedidos estão normalizados, mas a entrega está mais complicada dos 350 mil pendentes, 100 mil têm entrega marcada até 31 de outubro deste ano”, disse Van Dunen.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ivo Pestana
    25 set, 2020 Funchal 13:17
    Ai, ai! Sabem quanta correspondência que não é minha entregam na minha caixa postal? O meu cartão de cidadão pelo correio? Nem pensar.