|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Sintra. Bebé de 21 dias deixado em cesta no Cacém

16 set, 2020 - 11:29 • Olímpia Mairos

O bebé foi encontrado esta terça-feira à noite junto ao Centro Social Baptista do Cacém, no Cacém. Junto com o recém-nascido foi deixada uma carta.

A+ / A-

Um bebé de 21 dias foi, esta terça-feira, encontrado junto do Centro Social Baptista do Cacém, dentro de uma cesta.

De acordo com o DN, os Bombeiros Voluntários de Agualva-Cacém receberam uma chamada via 112, pelas 22h30, sobre uma ocorrência no Centro Social Baptista. Ao chegarem, encontraram um menino com menos de um mês, numa cesta, apenas com uma carta, onde se justificava o motivo do abandono - dificuldades financeiras.

"Quando chegámos, a criança estava numa cesta devidamente agasalhada, com a temperatura corporal ainda normal, por isso, pensamos que tivesse sido largada há poucos minutos", explicou ao DN o comandante da corporação, Francisco Rosado.

De acordo com aquele responsável, na mesma cesta encontrava-se uma carta “toda escrita com letras maiúsculas e com poucos erros ortográficos. O manuscrito estava na primeira pessoa, como se fosse a criança a dar o recado”.

"Eu quero que me adotem, porque os meus pais têm dificuldades financeiras. Nasci a 26 de agosto e quero amor e carinho", contou Francisco Rosado ao DN.

Depois de avaliado pelos bombeiros, o bebé foi transportado para o Hospital Fernando da Fonseca, mais conhecido como Amadora-Sintra.

O caso foi encaminhado para o Tribunal de Menores, que irá decidir o futuro do recém-nascido.

O abandono do bebé vai também ser investigado.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ivo Pestana
    16 set, 2020 Func3 14:21
    É triste, mas melhor assim que maltratar ou matar. Muitos casais aguardam por adopção. Felicidades para a criança.