Tempo
|
A+ / A-

Andam falsos técnicos a bater às portas para rastreios à Covid-19

10 set, 2020 - 08:06 • Marta Grosso , Fátima Casanova

Atenção às burlas, avisa Associação Portuguesa de Direito do Consumo. Já há queixas em Braga e também em Espanha.

A+ / A-

Há indivíduos a bater às portas, dizendo-se técnicos de saúde, mas que visam apenas burlar o consumidor. O alerta é feito pela Associação Portuguesa de Direito do Consumo.

“Indivíduos bem vestidos, de bata branca e estetoscópio ao peito, andam a bater às portas, a oferecer os serviços de rastreio do coronavírus”, avisa Mário Frota.

Depois, “ou impingem produtos caros mas sem qualquer utilidade ou infiltram-se nas casas para as assaltarem”, acrescenta o presidente da APDC.

“Braga já foi palco destes indivíduos sem escrúpulos e há notícias de que tal está a acontecer um pouco por toda a parte”, diz ainda Mário Frota, sublinhando que as autoridades de saúde não estão a fazer rastreios domiciliários à Covid-19.

As burlas não se limitam a Portugal. “Em Espanha, 26 pessoas deram entrada nos hospitais por terem ingerido uma solução mineral milagrosa que, dizem, protege dos vírus”, relata ainda.

Por isso, Mário Frota lembra: “todo o cuidado é pouco. Cautela e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.