Tempo
|
A+ / A-

Coronavírus

França fecha 28 escolas e 262 turmas após aumento de novos casos

07 set, 2020 - 23:57 • Lusa

País regista 30.726 mortos devido à Covid-19, num total de quase 329 mil casos.

A+ / A-

Veja também:


A França teve de encerrar 28 escolas e 262 turmas após ter registado novos casos positivos de Covid-19, disse esta segunda-feira o ministro da Educação francês, Jean-Michel Blanquer, uma semana após a reabertura das escolas.

“Teremos de esperar pelo encerramento das aulas e das escolas. Este é o resultado indispensável da vigilância que estamos a levar a cabo. Fechámos com bastante facilidade por sermos prudentes”, disse o ministro à BFM TV, que no final da semana passada tinha indicado o encerramento de 22 escolas e cerca de uma centena de turmas.

Jean-Michel Blanquer explicou que este encerramento de uma pequena parte das cerca de 60.000 escolas do país é algo que esperava e que irá “necessariamente aumentar” ainda mais, “provavelmente” nas próximas semanas, uma vez que basta “três adultos” doentes para justificar o encerramento da turma ou da escola.

“É normal que, numa sociedade afetada pela epidemia, as escolas tenham este fenómeno em conta”, disse, observando que, de momento, não vão implementar testes de diagnóstico a partir de amostras de saliva nas escolas, porque ainda não são fiáveis.

França regista 30.726 mortos devido à Covid-19, num total de quase 329 mil casos.

A pandemia de Covid-19 já provocou pelo menos 889.498 mortos e infetou mais de 27,1 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+