Tempo
|
A+ / A-

Papa apela ao diálogo entre países da zona do Nilo

15 ago, 2020 - 12:37 • Aura Miguel

Francisco lembrou a zona norte da Nigéria no Angelus da festa da Assunção de Maria, que se assinala neste sábado, dia 15 de agosto.

A+ / A-
Papa apela ao diálogo entre países da zona do Nilo
Papa apela ao diálogo entre países da zona do Nilo

O Papa Francisco rezou, neste sábado, especialmente pela população da zona norte da Nigéria, vítima de recentes ataques terroristas, e apelou ao diálogo entre Egito, Sudão e Etiópia, divididos por causa do rio Nilo.

“Sigo com particular atenção a situação das difíceis negociações sobre a questão do Nilo. Convido todas as partes a prosseguirem pela via do diálogo, para que o rio eterno continue a ser uma linfa de vida, que una e não divida e que nutra sempre amizade, prosperidade fraternidade e nunca inimizade, incompreensão ou conflito”, afirmou o Papa.

“Que o diálogo seja a vossa única opção para o bem das vossas populações de do mundo inteiro”, reforçou Francisco.

O verdadeiro salto em frente da humanidade

Neste sábado, assinala-se a Assunção de Nossa Senhora. Durante a oração do Angelus, o Papa comparou a efeméride com a chegada do Homem à lua.

“Quando o homem pôs os pés na lua, foi dita uma frase que ficou famosa: ‘Este é um pequeno passo para um homem e um grande salto para a humanidade’. Na verdade, a humanidade atingiu um marco histórico. Mas hoje, na Assunção de Maria ao céu, celebramos uma conquista infinitamente maior. Nossa Senhora colocou os pés no paraíso e não foi só em espírito, mas também com o corpo, com tudo de si”, começou por dizer.

“Este passo da pequena Virgem de Nazaré foi o grande salto em frente da humanidade. Serve de pouco ir à lua se não vivermos como irmãos na Terra. (…) Somos preciosos, destinados a ressuscitar. Deus não permitirá que o nosso corpo desapareça no nada. Com Deus nada se perderá!”, destacou.

A Assunção de Maria é apontada por Francisco como “o motivo pelo qual caminhamos” e refere as primeiras palavras de Maria, “a minha alma engrandece ao Senhor”.

“Engrandecer, literalmente, significa ‘tornar grande’, aumentar. Maria ‘engrandece ao Senhor’: não os problemas, que não lhe faltaram naquele momento, mas o Senhor. Quantas vezes nos deixamos dominar pelas dificuldades e nos deixamos absorver pelos medos?”, questionou na Praça de São Pedro.

“Deus faz maravilhas com os mais pequenos”, à semelhança de Maria, afirmou. Por isso, Francisco lançou o desafio aos presentes ali: que parem e agradeçam a Deus, em cada dia.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.