Tempo
|
A+ / A-

Sporting

Mustapha Hadji garante. "Feddal está ao nível de Mathieu"

14 ago, 2020 - 18:20 • José Pedro Pinto

Antigo avançado do Sporting e atual treinador-adjunto da seleção "AA" de Marrocos conhece como poucos o reforço do Sporting e já falou com Feddal. Em Bola Branca, Hadji rotula o central como "boa escolha" para render Jéremy Mathieu e destaca a "qualidade" e a "experiência" do jogador.

A+ / A-

Mustapha Hadji - lembra-se dele? - acredita que Zouhair Feddal é uma "boa escolha" para substituir Jéremy Mathieu, mostrando confiança de que o defesa tem "qualidade" e experiência suficientes para se impor no Sporting.

Em entrevista a Bola Branca, o antigo internacional marroquino, compatriota de Feddal, que representou os leões entre 1996 e 1998 e que é atualmente treinador-adjunto da seleção "AA" dos magrebinos, não poderia ser mais elogioso para com um jogador que conhece como poucos.

"É uma boa escolha, porque o Mathieu era um jogador forte, elegante e um lutador em campo, com fome para ganhar jogos. O Feddal está ao mesmo nível. Confio a 100% nele porque conheço as suas qualidades, trabalhamos juntos na seleção de Marrocos, sei exatamente o que ele pode fazer. Ele trabalha sustentado na confiança. E se tiver a confiança do clube e do treinador, será ainda melhor", adianta Hadji, de 48 anos.

Feddal, de 30 anos, vai ser reforço do Sporting e, na opinião de Hadji, a experiência acumulada no exigente campeonato espanhol serão uma mais-valia.

"O Feddal já passou da barreira dos 30 anos e tem muita experiência para dar ao Sporting. Ainda é internacional e passou muito tempo em Espanha. Não é fácil jogar na la Liga e ele jogou em bons clubes, como o Real Bétis, onde não é fácil ter sucesso. Espero que ele se divirta no Sporting. Ele é um bom jogador, é boa pessoa, é um grande profissional e vai dar o seu melhor no Sporting. O que gosto mais nele é o facto de ser um enorme profissional e de ser muito sério", assegura o antigo avançado, atestando uma evidência que agrada a Rúben Amorim.

O treinador dos leões privilegia um sistema de três defesas e o próprio Feddal estabeleceu-se como um central canhoto eficiente nessa modalidade de jogo. Por isso, um casamento perfeito à vista.

"Gosto mais de o ver jogar num sistema de 3-5-2. Ele sente-se mais cómodo nesse sistema. O Feddal tem bom futebol, boa técnica e esse sistema de três defesas deixa-o definitivamente mais confortável", salienta.

Hadji feliz pela escolha de Feddal. "O Sporting é o meu clube e é um dos maiores da Europa"

Do ponto de vista emocional, a junção Sporting-Feddal não poderia apelar mais ao coração de leão de Mustapha Hadji. O marroquino levou grandes recordações de Lisboa, quando saiu de Alvalade para rumar ao Deportivo da Corunha, em janeiro de 1998.

Hadji já falou com Feddal e não esconde a felicidade que sente e que transmitiu a "Zou" Feddal.

"Estou muito feliz que ele tenha escolhido o Sporting. O Sporting é o meu clube, adoro o Sporting e sei que o Feddal vai gostar de jogar pelo Sporting. Estou muito contente que ele tenha feito esta escolha. Disse-lhe que o Sporting é um dos maiores clubes da Europa. É um clube que joga para ser campeão, para jogar na Liga dos Campeões. Ainda é um dos melhores clubes da Europa. Sei que ele vai gostar das pessoas do clube, o Sporting é um clube familiar, tem muitos adeptos, até fora da Europa. Disse-lhe que não iria para um clube pequeno, que iria para um grande, grande clube, com uma história riquíssima", completa.

Os números do negócio Feddal

Zouhair Feddal transfere-se do Real Bétis, onde passou as últimas três temporadas e custará três milhões de euros aos cofres verde e brancos.

O central internacional marroquino já por 20 ocasiões prepara-se para rubricar um contrato que no limite terá a duração de quatro anos - três garantidos mais um de opção - auferindo um salário líquido de um milhão de euros/época. Em termos brutos, o ordenado de Feddal custará qualquer coisa como dois milhões de euros por temporada à SAD do Sporting.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.