|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Pandemia de ​Covid-19

Covid-19. Avaria em máquina de testes adiou cirurgias e altas no Centro Hospitalar Lisboa Central

11 ago, 2020 - 19:29 • Tiago Palma

Administração do Centro Hospitalar que abrange os hospitais de São José, Capuchos, Santa Marta ou Estefânia confirma à Renascença que o equipamento esteve “inoperacional durante poucas horas”.

A+ / A-

Veja também:


Uma avaria, durante a noite de segunda-feira, num equipamento que realiza testes à Covid-19 no Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central (que abrange os hospitais de São José, Santo António dos Capuchos, Santa Marta ou Dona Estefânia) levou, esta terça-feira de manhã, ao adiamento de várias cirurgias.

Igualmente adiado, segundo a Renascença conseguiu apurar junto de fontes deste Centro Hospitalar, foi, à falta de testes negativos à presença do vírus, o processo de altas médicas em alguns hospitais, nomeadamente o Hospital de São José.

A administração Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central confirmou entretanto à Renascença a situação, garantindo que “o referido equipamento já está operacional desde a manhã desta terça-feira”.

Esta não será, contudo, a primeira vez que uma avaria no equipamento de testes comprometeu temporariamente o funcionamento nos hospitais.

No entanto, a administração assegura que esta terça-feira “não ficaram testes por realizar”. E explica, em comunicado enviado à Renascença: “A par deste equipamento, que analisa 90 amostras de uma só vez, existem outros métodos semi-automatizados que, durante as poucas horas em que a máquina esteve inoperacional, responderam à atividade necessária”.

Entretanto, ao final da tarde desta terça-feira os utentes começaram a receber os resultados dos testes à Covid-19 realizados na segunda-feira.

Apesar do adiamento de algumas cirurgias, parte delas remarcadas ainda para esta semana, o Centro Hospitalar de Lisboa Central explica que “nunca estiveram em causa, nem sequer em risco, as situações urgentes e muito urgentes”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.