|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Covid-19. Lar do Porto com 34 utentes e 11 profissionais infetados

04 ago, 2020 - 12:15 • Lusa

De acordo com a ARS, foi na quarta-feira que surgiu o registo do primeiro caso de infeção pelo novo coronavírus na residência sénior Montepio da Rua do Breyner, no Porto.

A+ / A-

Veja também:


Mais de quarenta pessoas de um lar do Porto - 34 utentes e 11 profissionais - estão infetadas com covid-19, registando-se quatro internamentos, disse à agência Lusa fonte da Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte.

A mesma fonte indicou que “foram testados” todos os utentes e profissionais do lar, num total de “225 pessoas (109 utentes e 116 profissionais)”, mas não soube precisar se é já conhecida a totalidade dos resultados aos rastreios.

De acordo com a ARS, foi na quarta-feira que surgiu o registo do primeiro caso de infeção pelo novo coronavírus na residência sénior Montepio da Rua do Breyner, no Porto.

“A situação começa a ficar controlada”, observou a ARSN, dizendo estar em causa um “foco” de infeção e não um “surto”.

Questionada pela Lusa, a empresa Residências Montepio indicou ter conseguido “isolar a cadeia de contágio”.

“Estamos a manter um controlo rígido e próximo com os residentes, com as equipas e com as famílias”, descreveu a empresa numa resposta escrita enviada à Lusa em que não refere quantos casos de infeção foram detetados na residência do Porto.

A Residências Montepio descreve que, “neste caso específico, que se restringe unicamente à Residência Porto - Rua do Breiner" o primeiro passo dado "foi rastrear a origem e graças a isso foi possível rastrear e isolar as pessoas afetadas.”

“Neste momento, todas as pessoas estão a ser seguidas, as equipas foram substituídas, e reforçados os protocolos de isolamento, estando todas as iniciativas articuladas com as Autoridades de Saúde”, refere.

A empresa diz ainda ter implementado um plano de contingência “que segue as normas emanadas pela Direção-Geral de Saúde (DGS)" e que “foi ativado, em todas as Unidades, mesmo antes das recomendações" que permitiu "nos últimos cinco meses" uma "estabilidade quanto à covid”.

“Ultrapassando as medidas preconizadas pela DGS, implementámos preventivamente: renovação de 100% do ar dentro das Unidades; iniciativas recorrentes de formação/sensibilização de todos colaboradores e prestadores de serviço e testagem reiterada da população residente”, entre outras, acrescenta a Residências Montepio.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 689 mil mortos e infetou mais de 18,1 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.738 pessoas das 51.569 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.