Tempo
|
A+ / A-

Benfica

Toni: “Jesus unirá os benfiquistas se ganhar”

04 ago, 2020 - 12:45 • José Barata

​O antigo treinador e jogador recorda que regresso do treinador não é consensual, mas acredita que o trabalho do técnico e a chegada de reforços levarão o Benfica ao sucesso​.

A+ / A-

Toni acredita que Jorge Jesus unirá os benfiquistas, como afirmou ser intenção durante a apresentação, se conseguir bons resultados e títulos.

Em entrevista a Bola Branca, o antigo treinador do Benfica salienta que acredita que Jorge Jesus "possa unir os benfiquistas ganhando, porque não há outra forma de ver a família benfiquista unida sem ganhar".

"O regresso de Jorge Jesus está longe de ser consensual, mas há um histórico que não pode ser apagado. Acredito que vai ser um Benfica diferente, porque Jorge Jesus impôs condições para um reajustamento do plantel, para que se cumpram os objetivos do Benfica”, afirma.

Sobre a garantia de Jesus que o Benfica jogará o triplo e que irá arrasar, Toni considera que são mensagens para todos. Contudo, avisa que é preciso esperar para saber quais serão os reforços da equipa para abordar o campeonato e fazer uma prestação europeia digna do nome do clube da Luz:

“As palavras-chave que foram ditas na apresentação são mensagens para dentro e para fora, mas é preciso ver com que plantel é que o Benfica vai atacar a próxima época. Em quase todos os setores saber quem vai chegar, para depois se poder projetar aquilo que será a próxima época. Até lá, é apenas acreditar no trabalho de Jorge Jesus. Só quando se chegarem reforços é que se poderá avaliar o que pode ser feito no campeonato e nas competições europeias, onde é preciso fazer melhor do que nos últimos anos, porque os resultados têm tem estado longe do prestígio e da história do Benfica."

Desafio maior e com formação à mistura


Toni considera que este desafio é maior para Jorge Jesus que aquele que teve na primeira passagem no comando técnico do Benfica.

“Este desafio é maior para Jorge Jesus porque este Benfica é diferente para pior em termos qualitativos, sendo preciso expurgar alguma mediocridade e trazer qualidade. Acredito que o estatuto e a forma que o Jorge Jesus tem em agarrar as coisas do futebol, e que irá dizer que é assim que quero, e todos irão fazer a sua vontade”, antevê.

Finalmente, Toni reconhece que Jesus não olhou muito para a formação, mas desta vez será diferente. Toni ressalva, porém, que para jogarem na primeira equipa, os jovens da formação terão de ter qualidade.

“Na sua primeira passagem pelo Benfica houve um olhar menos atento em relação à formação, mas acredita que vai estar mais atento aos jovens jogadores, mas será a qualidade destes que os poderá levar à primeira equipa. Não acredito que o Benfica abandone o trabalho que tem feito na formação. O Benfica ganhou o campeonato na época passada sustentado em 4 ou 5 jogadores da formação, e isso poderá ter levado ao engano em relação ao que aconteceu nesta época”, conclui.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • CARLOS sOUSA
    04 ago, 2020 Trofa 15:10
    Saúdo o regresso do mister Jorge Jesus numa segunda vaga como treinador do Benfica. O seu discurso de apresentação á massa associativa do clube mas agora é passar das promessas aos actos. Quando diz que a equipa vai jogar o triplo e vai arrasar é preciso que tenha condições para o fazer. Costuma-se dizer, na gíria popular que, sem ovos não se fazem omuletes. Para haver o que ele pretende é preciso completar a equipa que já temos com a aquisição de nomes de jogadores de nomeada e para isso é necessário muito dinheiro para ir buscar esses jogadores já com muita experiência no mundo futebolístico. Eu faço votos que as ideias de Jorge Jesus vão avante e que o nosso Benfica recupere novamente a hegemonia do futebol português para que renovemos a conquista do campeonato português. VIVA O BENFICA!