Tempo
|
A+ / A-

Pirataria informática

Rapaz de 17 anos orquestrou o ataque ao Twitter

01 ago, 2020 - 00:19 • Reuters

Graham Clark foi acusado de 30 crimes e será julgado como um adulto, depois de ter embolsado, pelo menos, 85 mil euros quando infiltrou as contas de celebridades e solicitou investimentos em seu nome.

A+ / A-

O recente ataque informático ao Twitter, que atingiu várias figuras públicas, incluindo Joe Biden, Elon Musk e Bill Gates, foi orquestrado por um rapaz de 17 anos, a partir da Florida, informaram esta sexta-feira as autoridades americanas.

O suspeito foi detido e outros dois foram identificados: um homem de 22 anos, também da Florida, e um inglês de 19 anos.

Graham Clark, o principal suspeito, foi acusado de 30 crimes e será julgado como um adulto, depois de ter embolsado pelo menos 85 mil euros quando infiltrou as contas de celebridades e solicitou investimentos em seu nome.

“Estamos perante um miúdo de 17 anos, que acabou agora o liceu”, disse o procurador estadual da Florida Andrew Warren, “mas não se deixem enganar: este não é um rapaz de 17 anos normal.”

Os outros dois suspeitos são Mason Sheppard, do Reino Unido, que foi acusado de branqueamento de fundos, e Nima Fazeli, acusado de auxílio ao crime.

Numa primeira reação, o Twitter agradeceu a rápida intervenção das forças de segurança.

Para além de terem solicitado os investimentos em bitcoins, as autoridades suspeitam que os suspeitos tenham lido algumas mensagens privadas das vítimas do esquema.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.