|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

FC Porto

​Conceição, as lesões no FC Porto e mexidas infelizes

26 jul, 2020 - 01:52 • Redação

Matheus Uribe lesionou-se em Braga e pode ser uma carta fora do baralho para a final da Taça. "Tem de fazer exame para saber o que se passa com o joelho", disse o treinador do FC Porto.

A+ / A-

Sérgio Conceição admite que as substituições pioraram a equipa no jogo da última jornada do campeonato que o FC Porto perdeu para o Sporting de Braga, por 2-1. O treinador falou ainda dos jogadores que saíram lesionados e há um que preocupa mais para a final da Taça de Portugal.

Na conferência de imprensa após o final da partida de Braga, Sérgio Conceição admitiu que o problema de Matheus Uribe pode ser mais complicado.

“Ainda não sabemos. Nas próximas horas o departamento médico saberá. O Matheus tem de fazer exame para saber o que se passa com o joelho. O Soares saiu porque estava com alguma fadiga, não se estava a sentir muito bem. Penso que não é preocupante, assim como o Luis Díaz. O Matheus Uribe é diferente”, disse o técnico dos campeões nacionais.

O FC Porto marcou primeiro, mas o Sporting de Braga deu a volta ao marcador na segunda-parte e conquistou o terceiro lugar do campeonato, ultrapassando o Sporting.

Sérgio Conceição reconhece que, depois de uma boa primeira-parte, as substituições e mudanças operadas durante a partida não melhoraram o desempenho da equipa.

“A estratégia estava bem definida sobre a forma como condicionar o Braga, que era importante depois no processo ofensivo. Com o decorrer do jogo e por força das situações tive de mudar. Não peço aos jogadores que entrem para marcar golos fantásticos, mas peço sim para estarem estrategicamente preparados. Estive mal em algumas substituições que fiz, agora ao fim do jogo teria optado por outras situações.”

O FC Porto averbou a terceira derrota para o Sporting de Braga esta temporada. Sérgio Conceição confessa alguma azia com o resultado, mas o mais importante, agora, é a final da Taça de Portugal da próxima semana.

“Viemos aqui com o compromisso total de ganhar. Viu-se por aquilo que foi feito na primeira parte. O jogo teve pormenores que foram determinantes, a lesão do Matheus, o golo sofrido no primeiro remate do Braga com um jogador no chão, naquele momento entrou o Fábio Vieira e o golo foi numa bola parada numa zona em que estaria o Luís. Há que arrumar o jogo, dei os parabéns aos jogadores pelo título, são os nossos campeões, apesar da azia. Pelas alterações não fui feliz nas mudanças na equipa”, frisou.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.