Tempo
|
A+ / A-

Portugal tenta convencer Reino Unido a não excluir país inteiro do corredor turístico

16 jul, 2020 - 10:29 • Fátima Casanova

A secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, Berta Nunes, assume que vários emigrantes deverão falhar o regresso a Portugal nas férias de verão.

A+ / A-

Portugal ainda não desistiu de convencer o governo britânico de que não faz sentido colocar restrições a todos as regiões do país. Garantia dada à Renascença pela secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, Berta Nunes.

As autoridades portuguesas acreditam que poderá haver mudanças e para isso contam com a pressão social, para além de toda a informação que têm estado a disponibilizar.

"É evidente que temos a expectativa de que possa haver uma mudança de situação, até porque a opinião pública no Reino Unido está bastante a favor de que possam vir a Portugal", afirmou Berta Nunes.

Emigrantes portugueses podem não voltar no verão


Nesta entrevista concedida no programa As Três da Manhã, a secretária de Estado das Comunidades Portuguesas admitiu que milhares de emigrantes podem falhar uma visita a Portugal neste verão, por causa da pandemia. Ou porque têm receio de viajar, ou porque temem as restrições que eventualmente possam ser impostas quando regressarem aos países onde trabalham.

Berta Nunes assume que o Governo ainda não fez as contas, no entanto, dá o exemplo do que poderá acontecer com os emigrantes que estão na Suiça:

"Não temos estimativa, mas na reunião que tivemos [quarta-feira] com vários elementos da comunidade, o representante da Suíça deu um número do tipo: 60% viriam e 40% não viriam. É uma estimativa muito grosseira, mas é um pouco o sentimento de quem conhece bem a comunidade na Suíça."

A secretária de Estado das Comunidades Portuguesas esclarece, contudo, que Alemanha, Suíça, França e Luxemburgo não impõem restrições aos emigrantes que regressem, depois de passarem férias em Portugal.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • José J C Cruz Pinto
    17 jul, 2020 Ílhavo 12:38
    Se o País tem apenas três aeroportos continentais e é quase impossível (ou extremamente pouco prático) garantir que quem chega de Portugal não visitou nem atravessou regiões mais afectadas pela COVID-19, como é que querem convencer os britânicos do que quer que seja, a não ser respeitando os seus próprios critérios? Acham que eles são estúpidos, e ainda por cima pouco teimosos?