|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Dominado incêndio em fábrica de papel em Santa Maria da Feira

30 jun, 2020 - 01:33 • Lusa

A informação é do comandante dos bombeiros locais. As pessoas estão em segurança.

A+ / A-

O incêndio que deflagrou na noite de segunda-feira na fábrica de papel e cartão Zarrinha, em Santa Maria da Feira, foi dominado e sem registo de vítimas, segundo o comandante dos bombeiros locais, Jorge Coelho.

“O incêndio está dominado. Conseguimos defender parte da estrutura, parte da maquinaria e a área de produto acabado foi consumida pelas chamas”, afirmou Jorge Coelho.

Segundo o comandante dos Bombeiros Voluntários de Santa Maria da Feira, tratou-se de “um incêndio de rápida propagação devido à matéria combustível altamente inflamável”, mas sem “danos a registar nas habitações circundantes” e sem vítimas.

“As pessoas que ordeiramente abandonaram as suas habitações por livre e espontânea vontade estão em segurança. Daqui a algum tempo retornam às habitações”, afirmou Jorge Coelho em declarações transmitidas em direto pela RTP3, pelas 00h37.

Apesar de o fogo estar controlado, o responsável da corporação referiu que “o teatro de operações vai ter um rescaldo muito demorado”, provavelmente durante as próximas “24 horas”, o que implica “muito trabalho pela noite dentro”.

“[No local estão] mais de 150 operacionais, vamos ser reforçados por mais equipas, porque há necessidade de [os] substituir, gerir o esforço físico que está a ser exigido, uma grande carga térmica, extensão de montagem de linhas de mangueira com muitos metros”, declarou, destacando ser um “grande esforço e grande mérito” dos operacionais que conseguiram “controlar e limitar os danos deste incêndio”.

Por seu lado, Vítor Marques, vereador da Proteção Civil da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, lamentou a “zona de produção” da fábrica “gravemente afetada”, já que esta “tem um papel fundamental em termos de emprego, criação de riqueza e alavancagem da economia local”.

“Quero agradecer à GNR que teve um papel fundamental, em articulação com a Proteção Civil, no sentido de evacuar as habitações, criar segurança e na preocupação com um depósito de gás de uma empresa contígua. Os bombeiros fizeram um excelente trabalho com o reforço distrital”, destacou.

Segundo o sítio na internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, o alerta para o fogo, na zona industrial de Rio Meão, concelho de Santa Maria da Feira, distrito de Aveiro, foi feito às 21h46.

Às 1h00, estavam no local 151 operacionais apoiados por 50 veículos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.