Tempo
|
Ribeiro Cristovão
Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

Poeira que tarda a assentar

29 jun, 2020 • Opinião de Ribeiro Cristovão


A situação de Bruno Lage no Benfica tem de ser clarificada.

Bruno Lage partiu ontem à noite para a Madeira, e ali se mantém no comando de uma equipa psicologicamente debilitada, que logo à noite tem prova de fogo no Caldeirão.

O adversário do Benfica é o Marítimo, agora mais difícil do que habitualmente, porque está a olhar para baixo na classificação e constata, muito assustado, que a linha de água está ali bem à vista e muito ameaçadora.

Claro que o momento das águias não é o melhor. Ao acumular de maus resultados e más exibições têm-se acrescentado nos últimos dias polémicas que atentam contra a saúde da equipa e o bem-estar de toda a estrutura que a rodeia. E aí, Bruno Lage tem-se evidenciado, sem dúvida, como um especial protagonista.

As declarações proferidas após a derrota na Luz com o Santa-Clara correram mundo e deram lugar a um sem número de críticas. Ofendidos, os jornalistas ripostaram através dos seus organismos mais representativos, obrigando Bruno Lage a voltar ao assunto.

E fê-lo, mas não da maneira mais feliz, porque voltou a fugir ao essencial da questão: há jornalistas que traficam refeições, viagens e outras benesses com propósitos pouco claros? Então, se Lage entende que é assim tem que divulgar os seus nomes para não enlamear toda uma classe.

Sem surpresa, esses nomes já vagueiam pela praça pública, à boca-pequena.

E a corresponderem à verdade nem sequer causam espanto, sobretudo aos mais avisados. Basta relacionar factos e a cadeia puxa-nos para uma realidade mais do que evidente.

Para além de tudo isto, é indiscutível que o assunto não vai morrer, pelo menos enquanto a situação de Bruno Lage no Benfica não ficar completamente clarificada.

E o jogo de logo à noite, nos Barreiros, pode até vir a tornar-se um precioso auxiliar para que tal aconteça.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • 29 jun, 2020 22:01
    Desde o dia DOZE de Maio não tenho dito seja o que for. Tenho acompanhado o dia a dia de Portugal sem perder pitada " figurado ". Bruno Lage disse o que disse. Jorge Jesus já o disse também. E eu tenho de dizer que não sou, nunca fui e nunca serei admirador do SLB. Perante estes pontos de vista acho que devo dizer o que me vai na ALMA. Vou repetir, em 1996 através da TSF na tarde do final do Campeonato eu disse o que ainda deve estar em arquivo nessa estação de Rádio. Quando as águas são cristalinas e quando as pessoas não podem corrigir o BEM FEITO ou o BOM o resultado é um SÓ. Desde há uns tempos que tenho dito que o Futebol Português não corresponde ao REAL valor daquilo que é dito. Durante esse período sempre pedi para que HOUVESSE isenção e profissionalismo por parte de TODOS, Jornalistas, Comentadores e PRINCIPALMENTE dos MANDANTES do Futebol. Vimos agora como as COISAS ERAM feitas. A culpa não é de Bruno Lage como não foi nenhum BRILHARETE de Jorge Jesus o que foi feito e o que está a acontecer. O que está a acontecer é o NORMAL. Seria anormal como foi em outras alturas assistirmos a coisas como assistimos. A culpa não é de Bruno Lage pelo que foi dito. As Pessoas é que não sabem sair do SOL quando ele QUEIMA e como tal saem CHAMUSCADOS. Reflitam e chegarão a uma conclusão. Ainda BEM que os ESTÁDIOS foram fechados para VEREM a realidade muito embora haja uns ARTISTAS gostem do PROTAGONISMO. Sejam de uma VEZ por TODAS " ISENTOS e PROFISSIONAIS " e o resultado será PURO
  • Pedro Castenheira
    29 jun, 2020 11:08
    "Sem surpresa, esses nomes já vagueiam pela praça pública, à boca-pequena", diz o Ribeiro Cristóvão. Então, pelos vistos, a 'boca' do BL foi acertada... Qual o seu espanto, afinal. Divulgue você, como jornalista, os nomes do 'jornalistas a soldo'.