Tempo
|
A+ / A-

Reino Unido

Londres cobre estátua de Churchill para não ser vandalizada durante protestos

12 jun, 2020 - 15:48 • Redação

A estátua de Churchill já tinha sido vandalizada na última segunda-feira, durante um protesto antirracista. Em Paris, a polícia aconselha ao fecho das lojas centrais durante o próximo fim de semana.

A+ / A-

Londres e Paris preparam-se para manifestações agendadas para os próximos dias, na sequência da morte do afro-americano George Floyd, às mãos de um agente da polícia de Minneapolis, nos EUA.

A estátua de Winston Churchill, frente ao Parlamento britânico, e o Cenotaph, um memorial de guerra no centro de Londres, foram, esta sexta-feira de manhã, envolvidos numa tela de proteção para evitar danos provocados pelos manifestantes.

A estátua de Churchill, em Westminster, foi vandalizada na última segunda-feira, durante um protesto antirracista.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse, esta sexta-feira, que o risco de um ataque à estátua de Churchill é “absurdo e vergonhoso”, acrescentando que os britânicos não devem tentar aplicar uma censura ao passado.

Boris Johnson considera que as manifestações foram sequestradas por extremistas, que querem apostar na violência, e reconhece que houve progresso na luta contra o racismo, mas que há ainda muito mais a fazer nesse sentido.

Em Paris, a polícia aconselhou as lojas do centro da cidade a fecharem montras, devido aos riscos de violência na manifestação agendada para o próximo sábado.

Está prevista uma marcha em protesto por uma morte de um negro, durante uma operação policial, há quatro anos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.