|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Associação de Centros Comerciais lembra que são cerca de 50 mil pessoas que continuam sem trabalhar

29 mai, 2020 - 23:12 • Redação

Desconfinamento foi adiado na zona metropolitana de Lisboa, pelo menos, até 4 de junho.

A+ / A-

Veja também:


É uma decisão que abrange cerca de 50 mil trabalhadores. Apesar de compreender a decisão do Governo, a Associação Portuguesas de Centros Comerciais assume alguma frustração ao ver prolongado o encerramento dos shoppings na área metropolitana de Lisboa.

O presidente da associação, António Sampaio de Mattos, diz acreditar que dentro de uma semana já será possível reverter esta decisão. Lembra que são cerca 50 mil pessoas que vão continuar sem trabalhar.

“Na área metropolitana de Lisboa há 35 centros comerciais no total de 94 nossos associados. O emprego representa mais de 100 mil postos de trabalho e, portanto, é mais de um terço em centros comerciais de maior dimensão. Diria que desses 100 mil, uns 50 mil serão o número de trabalhadores abrangidos por este atraso”, disse.

O desconfinamento de centros comerciais na área metropolitana de Lisboa está marcado para 4 de junho, mas ainda sujeito a reavaliação.

Nos últimos dias, mais de 90% dos casos de novos de infeção ocorreram na zona de Lisboa e Vale do Tejo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.