|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Marcelo apela aos donativos. “Há 400 mil pessoas que precisam de um contributo”

23 mai, 2020 - 18:54 • Redação

Chefe de Estado esteve de visita à sede do Banco Alimentar Contra a Fome, em Lisboa.

A+ / A-

Veja também:


O Presidente da República deixa um apelo aos donativos nestes tempos de crise pandémica.

“Os portugueses que tenham a noção de que há 400 mil pessoas que precisam de um contributo”, disse Marcelo Rebelo de Sousa após uma visita à sede do Banco Alimentar Contra a Fome, em Lisboa.

Este ano, os apoios devem ser feitos através de vales ou através da internet, reforça o chefe de Estado.

“Há um ano isto estava cheio e a campanha tinha arrancado há dois dias. Agora, está vazio”, referiu.

O Banco Alimentar apoia 2.400 instituições em todo o país e, daí, cerca de 380 mil pessoas.

Segundo Marcelo, com a pandemia, esse número aumenta com mais “15 a 20 mil portugueses”, alguns deles que nunca tinham estado nesta situação.

“Não é preciso gostar do banco alimentar, da líder ou dos voluntários. É preciso pensar nos que estão a passar mal e que vão estar assim mais um mês, dois, três, mais um ano, o tempo que durar a crise”, sublinhou.

Marcelo, insistindo na situação de carência que atinge a população mais idosa e os que nunca antes precisaram de recorrer a ajuda — “Algumas pessoas bateram aqui à porta à procura de comida”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Amadeu
    27 mai, 2020 Carneiro 17:27
    se Portugal vai receber 15 500 000 000€ (15,5 mil milhões de euros) -..... facil = Se distribuir 1 milhão€ por cada português- deixamos de ter pobres ou sem abrigo. a ideia é executar
  • Luis Silva
    26 mai, 2020 Quinta do Conde 19:10
    É triste que o nosso presidente tenha sequer a coragem de pedir ao povo que ajude, quando não baixa os ordenados aos deputados, quando continua a haver acumulação de reformas, quando andamos a pagar a TAP e aos bancos quando eles continuam a enriquecer e a dividir fortunas entre eles é quando existem tantos perdões de dívida dos "grandes" e o povo se atrasa alguma coisa é logo penhora de ordenado e avaliação dos bens próprios para liquidar dívida... Triste com este meu país... 😔😔
  • mew2
    25 mai, 2020 16:33
    Para não se afligirem tanto, este meio milhão que vote noutros partidos
  • Hshshs
    25 mai, 2020 13:37
    Então porque não injectaram 15 milhões nessas pessoas mas sim na comunicação social?
  • Bruno
    23 mai, 2020 Tomar 21:15
    enquanto este actor circense não explicar onde andam os milhões em donativos que se destinavam às pessoas lesadas de pedrogão, nem um tusto. Assumam as responsabilidades e parem com o circo. Trabalhem.