Tempo
|
A+ / A-

Trump suspende imigração durante 60 dias. “Temos de dar prioridade ao trabalhador norte-americano"

22 abr, 2020 - 00:06 • Redação

Proposta poderá depois ser renovada, avisa líder norte-americano. Há 20 estados prontos a reabrir o país, mas “em segurança”.

A+ / A-

Veja também:


Depois de o ter escrito na rede social Twitter, o Presidente dos Estados Unidos aproveitou mais uma conferência de imprensa sobre a pandemia para confirmar que vai suspender por 60 dias a suspensão temporária da imigração.

“Temos de dar prioridade ao trabalhador norte-americano”, reiterou o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ao anunciar que "provavelmente" vai assinar a medida ainda hoje.

Esta medida vai abranger todos os estrangeiros que procuram os chamados “green cards” de residência permanente para trabalhar nos Estados Unidos, mas exclui os vistos de trabalho temporário e terá possíveis exceções.

"Seria injusto que os americanos fossem substituídos por mão-de-obra estrangeiro", insistiu Trump, candidato a um segundo mandato nas eleições presidenciais de novembro próximo.

O líder norte-americano confirmou que a proposta, que está a ser escrita e entrará em vigor em breve, poderá ser renovada.

Na mesma conferência de imprensa, Trump confirmou que já há 20 estados prontos a reabrir o país, mas “em segurança”. Nestes 20 estados vive 40% da população.

De acordo com dados oficiais, os Estados Unidos concederam o estatuto de residente permanente a cerca de 577 mil pessoas em 2019, enquanto o número de vistos temporários se elevou a 462 mil, numa descida em relação aos 617 mil registados em 2016.

Os Estados Unidos têm mais de 800 mil infetados e mais de 45 mil mortos, vítimas da Covid-19. A taxa de mortalidade no país é superior a 5%.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+