Tempo
|
A+ / A-

Covid-19: Número de recuperados ultrapassa pela primeira vez o de mortes em Portugal

21 abr, 2020 - 14:10 • Joana Gonçalves

Esta terça-feira registou-se o maior aumento do número de casos recuperados em 24 horas, um total de 307. A taxa de crescimento de novos casos abrandou, mas a taxa de letalidade continua a aumentar.

A+ / A-

Veja também:


Pela primeira vez, desde o início da epidemia do novo coronavírus em Portugal, o número de casos recuperados supera o número de mortes por Covid-19. São mais 307 casos de recuperação em apenas 24 horas, o que representa um aumento de cerca de 50% face ao dia anterior, o valor mais elevado até ao momento,

Portugal regista agora 917 recuperados e 762 óbitos, num universo de 21.379 infetados com o novo coronavírus, segundo o relatório diário da Direção-Geral de Saúde desta terça-feira.

O número de novas infeções voltou a decrescer, de 657 novos casos na segunda-feira para 516, e a taxa de crescimento ronda agora os 2,4%. Já o número de óbitos subiu ligeiramente, de 21 para 27.

Apesar da boa notícia, a taxa de letalidade do novo coronavírus continua a aumentar e atingiu um novo recorde, fixando-se nos 3,6%.

A região Norte continua a ser a que regista o maior número de mortos (441), seguida pelo Centro (171), pela região de Lisboa e Vale Tejo (133), do Algarve (11) e dos Açores (6), adianta o relatório da situação epidemiológica, com dados atualizados até às 24h00 de segunda-feira.

A Madeira e Alentejo continuam sem registo de qualquer óbito.

Das mortes registados, 380 eram homens e 382 eram mulheres. A faixa etária mais afetada continua a ser a cima dos 80 anos, com 507 óbitos. Não há qualquer morte em Portugal devido à Covid-19 com idade inferior a 40 anos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+