|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Central português no futebol belga defende que ​"terminar já todos os campeonatos é o mais sensato"

03 abr, 2020 - 14:07 • José Pedro Pinto

A Liga belga pretende terminar, de imediato, com os campeonatos e atribuir o título ao Club Brugge. Jorge Teixera, futebolista português do Sint-Truinden, concorda com a ideia. UEFA critica posição tomada. Decisão definitiva será anunciada a 15 de abril.

A+ / A-

Jorge Teixeira, central que joga no Sint-Truiden, concorda com a proposta de antecipação do fim dos campeonatos submetida pela Liga belga aos clubes daquele país. A Liga vai anunciar decisão a 15 de abril e já conta com oposição da UEFA, que desaconselha a generalização de uma medida que considera injustificada e precipitada.

Em entrevista a Bola Branca, Jorge Teixeira considera que o exemplo, tomado pela inexistência de previsões realistas quanto ao fim da pandemia da Covid-19, deveria ser seguido pelos restantes campeonatos europeus.

"É o melhor e o mais sensato. A pandemia está a evoluir e não será fácil retomar os campeonatos. Mais cedo ou mais tarde, todas as ligas vão ter de tomar uma decisão. E essa é a melhor decisão para todos: jogadores, adeptos e para o mundo do futebol", argumenta o jogador português.

Perante a antecipação do fim da "Jupiler League" e a confirmação de quebra de receitas para os clubes, também na Bélgica o cenário de cortes salariais aos jogadores está já em "modo rascunho". O central português revela a Bola Branca a iniciativa do plantel, que está a finalizar conversações com o clube para um corte de ordenados que já é dado como adquirido.

"Os clubes belgas estão a passar por um mau bocado. Já falámos, entre nós, no grupo dos capitães e estamos a falar com o clube, para ajudar. Nos próximos dias vamos tomar uma decisão mas já é certo que vamos ter um corte no salário", explica.

O título, caso a época não seja retomada, será entregue ao Club Brugge, líder do campeonato à data da suspensão da competição, devido à Covid-19. O Sint-Truiden é 12.º classificado.

Covid-19 na Bélgica, a zona "vermelha" de Sint-Truiden e a "princesa" que vem a caminho da família Teixeira

Com a Bélgica a ultrapassar a barreira das 1.000 mortes e a avançar para perto das duas dezenas de milhar de infetados pelo novo coronavírus, Jorge Teixeira acredita que, depois de alguma displicência no início, o país está agora a cumprir com a exigência do isolamento em casa. Jorge Teixeira tem esperança de que a partir de agora as coisas comecem a melhorar.

"Ao início, as pessoas não aceitaram o isolamento imposto pelo Governo. Os mais jovens saíam muito à noite. Agora, abriram os olhos. As pessoas já entenderam que isto é perigoso e não se tem visto ninguém nas ruas. Aqui na Bélgica, a situação está a melhorar e penso que o pico até já foi atingido. Espero que agora seja a melhorar dia-a-dia", conta.

A zona de Sint-Truiden, onde joga e reside o defesa de 33 anos, é uma das mais afetadas o que leva a uma preocupação extra: a mulher está grávida, de uma menina. E todos os cuidados são poucos para protege quer a esposa quer a filha que vem a caminho.

"O hospital de Sint-Truiden é um dos mais lotados. A situação da minha mulher, que está grávida, é que gera mais precaução. Ela só sai de casa para ir à clínica. Eu é que saio para ir às compras. Treino em casa e, quando saímos, vemos sempre onde colocamos as mãos. Temos de ter cuidado, só isso", conclui.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.