Tempo
|
A+ / A-

Angelus

Papa apela a um cessar-fogo global para combater pandemia de coronavírus

29 mar, 2020 - 18:01 • Sofia Freitas Moreira (vídeo); Lusa (texto)

Francisco uniu-se este domingo ao apelo feito pelo secretário-geral da ONU, António Guterres.

A+ / A-
Papa Francisco sobre pandemia: "Os conflitos não se resolvem através da guerra"
"Os conflitos não se resolvem através da guerra." Clique para ver o vídeo

Veja também:


O Papa Francisco uniu-se este domingo ao apelo da ONU para que seja decretado um cessar-fogo global que permita enfrentar a pandemia da Covid-19 e instou à criação de corredores de ajuda humanitária durante a oração do Angelus.

"Uno-me a todos os que aceitaram esse chamado e convido todos a segui-lo, interrompendo qualquer forma de hostilidade bélica, favorecendo a criação de corredores para ajuda humanitária, abrindo a diplomacia e a atenção àqueles que estão em situação de maior vulnerabilidade", disse Francisco.

O Papa argentino desejou que "o esforço conjunto contra a pandemia possa levar todos a reconhecer” a necessidade de “fortalecer os laços fraternos como membros de uma família humana".

E que isso, segundo Francisco, desperte nos "líderes das nações e outras partes interessadas um compromisso renovado para superar a rivalidade".

"Os conflitos não são resolvidos através da guerra! É necessário superar antagonismos e contrastes, através do diálogo e de uma busca construtiva pela paz", acrescentou o Papa.

Mais cedo hoje, tanto a ONU como a União Europeia apelaram a um cessar-fogo na Síria com o objetivo de combater a pandemia da Covid-19.

A oração do Angelus é celebrada há três semanas na biblioteca do Palácio Apostólico e é transmitida ao vivo pelos canais do Vaticano, desde que a Praça de São Pedro foi encerrada devido à pandemia da Covid-19.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, já infetou mais de 640 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 30.000.

Dos casos de infeção, pelo menos 130.600 são considerados curados.

Evolução de casos confirmados de infeção em Portugal

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+