|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

​Farmácias e Correios unidos para entregarem medicamentos em casa

26 mar, 2020 - 18:47 • Dina Soares

A Associação Nacional de Farmácias (ANF) e os Correios de Portugal (CTT) juntaram-se para lançar, a partir desta quinta-feira, um novo serviço de entrega de medicamentos ao domicílio.

A+ / A-

Veja também:


As duas entidades anunciaram que se trata de “um novo serviço farmacêutico postal permite aos cidadãos fazer encomendas às farmácias à distância. Poderão ainda receber em casa os medicamentos temporariamente indisponíveis sem necessitarem de uma segunda deslocação”.

As entregas chegam a todo o país e, desde que a encomenda seja feita até às 16h00, os CTT garantem que todas serão entregues no dia seguinte.

Até 30 de abril, este serviço terá um custo fixo de três euros mais IVA por entrega. A lista das farmácias aderentes e todos os contactos necessários para fazer as encomendas estão disponíveis nos 'sites' www.farmaciasportuguesas.pt e www.ctt.pt.

As encomendas podem corresponder a receitas médicas ou a necessidades de outros medicamentos e produtos de saúde.

O serviço de correios e a representante das farmácias salientam que a iniciativa vai "facilitar a quarentena dos portugueses", evitando deslocações.

Cristina Gaspar, vice-presidente da ANF, considera que "como maior rede de saúde pública em Portugal, as farmácias assumem a responsabilidade de adotar todas as medidas úteis à contenção desta epidemia".

Já os CTT garantem que “desde a primeira hora foram implementadas as medidas de mitigação de contágio pelo novo coronavírus na sua rede de retalho e em todo o processo de tratamento e entrega de correio e encomendas".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.