|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Bispos de 24 países unidos em oração a partir de Fátima

25 mar, 2020 - 15:10 • Redação

Bispos de todo o mundo estiveram unidos, espiritualmente, em oração esta quarta-feira, pelas 18h30, no Santuário de Fátima, numa histórica e inédita consagração ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria, pedindo proteção divina contra o novo coronavírus, que já causou milhares de vítimas.

A+ / A-

Com os dois países em estado de emergência, devido à pandemia do novo coronavírus, os bispos de Portugal e Espanha uniram-se para uma cerimónia conduzida em Fátima pelo cardeal D. António Marto. A recitação do terço foi conduzida pelo padre Carlos Cabecinhas, reitor do Santuário, na presença de D. António Marto. No início da oração o padre Cabecinhas invocou de forma especial a intercessão dos Pastorinhos, "sobretudo a Jacinta" que morreu sozinha, pedindo que ela “console tantos doentes que sofrem a solidão e o isolamento a que estão sujeitos”.

A seguir à oração, o cardeal fez a renovação da consagração de Portugal e de Espanha ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria.

“Ao consagrar-se ao teu Sagrado Coração, entrega-se a Igreja à guarda do Coração Imaculado de Maria, configurado pela luz da tua Páscoa e aqui revelado a três crianças como refúgio e caminho que ao teu coração conduz. Seja a Virgem Santa Maria, a Senhora do Rosário de Fátima, a Saúde dos Enfermos e o Refúgio dos Teus discípulos gerados junto à Cruz do teu amor”, rezou D. António Marto.

Pedindo ainda que: “nesta singular hora de sofrimento, ampara as crianças, os anciãos e os mais vulneráveis, conforta os médicos, os enfermeiros, os profissionais de saúde e os voluntários cuidadores, fortalece as famílias e reforça-nos na cidadania e na solidariedade, sê a luz dos moribundos, acolhe no teu reino os defuntos, afasta de nós todo o mal e livra-nos da pandemia que nos atinge”.

O texto completo da consagração pode ser lido aqui.

A esta cerimónia associaram-se 22 Conferências Episcopais de todo o mundo, nomeadamente: Albânia, Bolívia, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Eslováquia, Guatemala, Hungria, Índia, México, Moldávia, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Polónia, Quénia, República Dominicana, Roménia, Tanzânia, Timor Leste e Zimbábue

A iniciativa da consagração partiu da Conferência Episcopal Portuguesa, mas o episcopado espanhol decidiu unir-se à iniciativa dos portugueses e pela primeira vez os dois países foram consagrados em simultâneo, e em conjunto.

[Notícia atualizada às 20h40]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Eduardo Gomes
    25 mar, 2020 22:00
    Fiem-se na virgem, não corram...