Tempo
|
A+ / A-

Proteção Civil

​Três distritos em alerta laranja devido ao coronavírus

25 mar, 2020 - 19:45 • Celso Paiva Sol , Cristina Nascimento

Porto, Lisboa e Aveiro são, até ao momento, os três distritos com mais casos de pessoas infetadas com Covid-19.

A+ / A-

Veja também:


A Autoridade Nacional de Proteção Civil colocou três distritos do país em alerta laranja: Porto, Lisboa e Aveiro, os três distritos que, neste momento, têm maior incidência de casos do novo coronavírus. Os restantes 15 distritos permanecem em alerta amarelo.

A medida resulta da ativação do Plano Nacional de Emergência de Proteção Civil e pretende intensificar a colaboração entre o sistema de socorro e todas as outras entidades que podem ser envolvidas no combate à Covid-19.

Em conferência de Imprensa, o Comandante Nacional de Operações, Duarte da Costa, explicou que a ativação do Plano Nacional de Emergência permite “maior liberdade em termos de alocação quer de recursos financeiros, quer de recursos logísticos e sobretudo recursos humanos”.

Duarte Costa dá como exemplo a hipótese de poderem “a qualquer momento constituir ‘pools’ de reserva que possam ser remetidas para diversas regiões do país conforme o estado especial de alerta e as tabelas de risco”.

O Plano Nacional de Emergência de Proteção Civil nunca tinha sido ativado.

A decisão coincide com a entrada do sistema de saúde na fase de mitigação, o que poderá levar à entrada em ação de outros protagonistas, como por exemplo os bombeiros.

A nível nacional confirmam-se, esta quarta-feira, 2.995 casos de pessoas infetadas com o novo coronavírus, mais 633 do que na terça-feira. Este número indica que há um aumento de 27% de casos confirmados no país, nas últimas 24 horas.

Foram registadas 43 vítimas mortais, mais do 10 do que no dia anterior. Há ainda registo de 22 pessoas recuperadas.

Evolução do coronavírus em Portugal

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.