|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Benfica vai recorrer do chumbo da OPA

23 mar, 2020 - 19:55 • Lusa

"Há diferentes interpretações sobre o método de financiamento”, refere fonte encarnada.

A+ / A-

O Benfica discorda do chumbo da OPA parcial lançada sobre a sua SAD, devido às condições de financiamento, e deverá recorrer da decisão, disse à Lusa fonte oficial dos encarnados.

"Há diferentes interpretações sobre o método de financiamento da OPA", revelou à agência Lusa fonte do Benfica, avançando que o departamento jurídico dos encarnados tem opinião diferente daquele que lhe foi apresentado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), e que está preparado para a defender.

Por seu turno, fonte oficial do supervisor escusou-se a comentar à Lusa o processo, remetendo para o comunicado que lançou esta manhã, no qual suspendeu a negociação das ações da SAD encarnada.

A oferta, ao preço de cinco euros por ação, que incide sobre 28% do capital da SAD e foi lançada em 18 de novembro, implica um investimento na ordem dos 32 milhões de euros e, caso seja bem sucedida, pode reforçar a posição da Benfica SGPS para até 95% do capital da entidade que está cotada na bolsa de Lisboa.

O capital da Benfica SAD é composto por 23 milhões de ações, sendo 9,2 milhões de categoria A e 13,8 milhões de categoria B, e é sobre estas últimas que a OPA incide.

De acordo com o anúncio preliminar enviado ao mercado, a SLB SGPS detém 9,2 milhões ações de categoria A, correspondentes a 40% do capital social da SAD do Benfica, sendo ainda titular de 5,4 milhões de ações da categoria B, representativas de 23,6496% do capital da sociedade.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.