Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Coronavírus. "O que se passa em Ovar corresponde a 10 vezes o que se passa em Portugal"

22 mar, 2020 - 01:38 • Agência Lusa

Em estado de calamidade, município do distrito de Aveiro cria "consulta Covid-19" para deteção de novos casos.

A+ / A-

Veja também:


O município de Ovar, que se encontra sob estado de calamidade pública, anunciou este sábado que entra em funcionamento na próxima segunda-feira, no centro de saúde local, uma consulta específica para deteção do novo coronavírus.

Ao fim do quarto dia de cerco sanitário no município do distrito de Aveiro, o presidente da câmara, Salvador Malheiro, fez o balanço: "Ovar vive uma situação caótica. Em termos percentuais o que se passa aqui corresponde a 10 vezes o que se passa em Portugal e isso justifica as medidas musculadas que temos implementado cá".

Até ao início da tarde, registaram-se aí 64 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus entre uma população residente na ordem dos 55.400 habitantes, distribuídos por aproximadamente 147 quilómetros quadrados de território, exibindo uma frente costeira e delimitado por outros cinco municípios. Mortes registavam-se duas.

O autarca considerou, por isso, "uma boa notícia" que na próxima segunda-feira entre em funcionamento no Centro de Saúde de Ovar, por iniciativa do Agrupamento de Centros de Saúde do Baixo Vouga, "uma ‘Consulta Covid', ou seja, um espaço destinado apenas e só a consultas no âmbito desta temática".

Apelando ao "máximo espírito de cidadania" entre a comunidade, Salvador Malheiro reconhece que o momento é "crítico".

Mas afirma: "Temos que continuar a ser fortes, corajosos, determinados, e a cumprir as regras, porque assim vamos conseguir sair desta crise se calhar até antes dos outros. A nossa estratégia tem sido de antecipação e não de reação".

A cumprir-se essa antevisão, o autarca tranquilizou os municípios da região.

"Quando tivermos resolvido o nosso problema, podem ficar os nossos vizinhos descansados porque estaremos aqui para os ajudar", concluiu.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 290 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 12.700 morreram.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde elevou hoje o número de casos de infeção para 1.280, mais 260 do que na sexta-feira. O número de mortos também subiu para 12.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, com a Itália a ser o país do mundo com maior número de vítimas mortais, com 4.825 mortos (mais 793 do que na sexta-feira) em 53.578 casos (mais 6.557, um recorde em 24 horas). Segundo as autoridades italianas, 6.062 dos infetados já estão curados.

Dada a evolução da pandemia, na terça-feira o Governo português declarou o estado de calamidade pública no concelho de Ovar e, desde as 00:00 de quinta, todo o país se encontra em estado de emergência, o que vigorará até às 23:59 do dia 02 de abril.

Evolução do novo coronavírus em Portugal

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.