|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Coronavírus vai trazer mudanças na celebração das missas

02 mar, 2020 - 20:47 • João Carlos Malta

A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) não tardou a reagir aos primeiros casos de coronavírus em Portugal e lança um apelo para a alteração de mudanças nas celebrações liturgicas.

A+ / A-

A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) anunciou na tarde desta segunda-feira a alteração de algumas medidas de prudência na celebração das missas para assim conter a propagação do novo coronavírus. Isto no dia em que Portugal registou os dois primeiros casos da epidemia que teve epicentro na cidade chinesa de Wuhan,

Em comunicado a CEP explica que tal como aconteceu em situações semelhantes, e em sintonia com outras conferências episcopais e dioceses, para evitar situações de risco, recomenda algumas medidas de prudência nas celebrações e espaços litúrgicos.

Aquele organismo dá alguns exemplos que devem passar a ser norma, tais como a comunhão na mão, a comunhão por intinção dos sacerdotes concelebrantes (ato de levar a hóstia consagrada ao vinho, como muitas vezes fazem os padres antes de distribuírem entre eles a comunhão, ou como é hábito nalgumas igrejas), a omissão do gesto da paz e o não uso da água nas pias de água benta.

A CEP justifica as medidas com a situação que estamos a viver em todo o mundo, motivada pelo coronavírus COVID-19. Na mesma missiva, pede ainda a todos que mantenham a serenidade e que haja o incremento da prevenção nos cuidados de higiene.

“Nesse sentido, convidamos a seguir estritamente as indicações e normas da Direção Geral de Saúde”, lê-se no mesmo documento da CEP enviado às redações.

Estas medidas surgem no dia em que Portugal registou os primeiros casos positivos de coronavírus em território nacional

Trata-se de dois homens, ambos estão em estado considerado estável, de acordo com as informações prestadas pela ministra Marta Temido.

Um dos casos confirmados é um homem de 60 anos, médico, que esteve em Itália a gozar um período de férias. Está internado no Hospital de Santo António, no Porto. Foi hospitalizado no domingo e apresenta sintomas desde sábado.

O outro caso é um homem de 33 anos que esteve em Valência, Espanha, e está internado no Hospital de São João, também no Porto. Foi também internado no domingo, mas apresenta sintomas desde 26 de fevereiro.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.