Tempo
|
A+ / A-

Coronavírus. Hotel isolado na Áustria não tem portugueses

26 fev, 2020 - 07:35 • Marta Grosso com agências

Na China, a epidemia dá sinais de abrandamento. Na Coreia o Sul, há um soldado norte-americano entre os novos casos.

A+ / A-

Um hotel da cidade turística de Innsbruck, na Áustria, foi colocado sob quarentena, depois de se descobrir que uma das pessoas infetadas no país era rececionista na unidade.

A Áustria registou, na terça-feira, os dois primeiros casos de infeção por Covid-19 no país – um casal de italianos, com 24 anos, que tinha visitado a terra natal (Bergamo, no Norte de Itália) na semana passada.

Porque a mulher trabalhar como rececionista no hotel da região alpina austríaca, as autoridades decidiram isolar a unidade hoteleira, até que se perceba se alguém foi infetado.

“Prevenção e segurança são as nossas prioridades. Estamos a tomar todas as medidas necessárias”, afirma o governador de Tyrol, Guenther Platter, citado pela agência Reuters.

Contactado pela Renascença, o gerente do hotel indica que não há cidadãos portugueses ali hospedados.

A zona de Tyrol é um corredor importante entre a Itália e a Alemanha.

Em Itália, há 325 casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus, a maioria dos quais na zona da Lombardia e Veneto (Norte do país). Onze dos doentes não resistiram ao vírus.



Soldado dos EUA infetado na Coreia do Sul

A Coreia do Sul regista, nesta quara-feira, o primeiro caso de infeção pelo Covid-19 num soldado norte-americano. O militar tem 23 anos e encontra-se em missão no campo Carroll, a cerca de 20 km de Daegu, onde tem havido muitos casos

Segundo um comunicado das Forças Armadas norte-americanas na Coreia, o soldado foi colocado em isolamento no local onde reside, fora da base, e está a ser acompanhado por equipas médicas.

Estão ainda a ser feitas análises a outros militares, com vista a identificar mais algum eventual caso.

Na segunda-feira, a viúva de um antigo soldado norte-americano também deu resultado positivo para o novo coronavírus, depois de ter visitado várias bases militares perto de Daegu.

Nesta altura, as entradas em todas as bases militares na Coreia do Sul estão a ser altamente controladas, o que está a levar a longas filas mesmo para quem ali trabalha.

Sinais de abrandamento na China

No país onde tudo começou, a epidemia começa a dar sinais de abrandamento. Nas últimas 24 horas, morreram 52 pessoas por causa do novo coronavírus – o número mais baixo no espaço de quase um mês.



Neste momento, a China continental conta com 78.064 casos, 2.715 dos quais resultaram em morte. Por outro lado, quase 30 mil conseguiram já recuperar por totalmente.

No mundo inteiro, há pouco mais de 81 mil casos confirmados, 30.180 dos quais já recuperados. Foram registadas, até agora, 2.765 mortes ao nível mundial.

Na Europa, Itália é o país mais afetado.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.