|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Pinto Lisboa condena insultos racistas mas fala em provocações de Marega

16 fev, 2020 - 20:34 • Redação

Líder vimaranense comentou o caso de ataques racistas ao jogador dos dragões.

A+ / A-

O presidente do V. Guimarães diz que não se apercebeu de insultos racistas contra Marega, mas fala de provocações por parte do jogador do FC Porto. Miguel Pinto Lisboa foi à sala de imprensa comentar o caso e defender a imagem do clube.

"O Vitória Sport Club tem como cores o preto e branco porque na génese tem a igualdade de raças. Também nós temos jogadores de todas as cores e raças. Promovemos a igualdade de género e raça no desporto”, começou por dizer.

O dirigente vitoriano acrescenta que “não nos revemos nestes comportamentos que possam ferir esta igualdade. Se algum dos adeptos do Vitória teve comportamento destes o clube vai tomar as medidas correspondentes”.

“No entanto, houve comportamento provocatórios de profissionais de futebol que pretenderam incendiar o espetáculo”, referiu.

O Vitória fez, após estas declarações na sala de imprensa, um comunicado:

"O VITÓRIA SPORT CLUBE, ciente da responsabilidade de uma instituição de utilidade pública com quase cem anos de história, não deixará de censurar toda e qualquer manifestação de violência, racismo ou intolerância. Daí nada se alcança, senão mais violência, mais racismo e mais intolerância.

Por essa razão, o VITÓRIA SPORT CLUBE não encara a violência e a intolerância associada ao desporto como uma luta, um combate ou até mesmo, como para alguns, uma guerra. A história, o presente e os símbolos do clube são tributários de uma identidade inclusiva, integradora e assente em valores de igualdade e universalidade, sendo esta, para nós, a única abordagem capaz de erradicar a discriminação no desporto e na sociedade.

Em consonância com esses princípios e valores, o VITÓRIA SPORT CLUBE vai averiguar o sucedido no decurso do jogo realizado no Estádio D. Afonso Henriques, agindo com firmeza e consequência, em cooperação plena com as entidades judiciais competentes.

A gravidade e a seriedade com que o VITÓRIA SPORT CLUBE perspetiva este assunto não se coaduna com qualquer desculpabilização legitimadora de comportamentos racistas ou discriminatórios, pelo que não se revê no comentário inapropriado do Presidente da Assembleia Geral do clube a este propósito.

O VITÓRIA SPORT CLUBE é preto e branco, de pretos e de brancos. As vítimas são de todas as cores e de todos os clubes.

“Assumiu as cores preto e branco, numa alusão à igualdade e à admissão de todos, sem distinção de raças”

O avançado do FC Porto Marega abandonou o relvado após insultos racistas dos adeptos do Vitória de Guimarães, durante o jogo deste domingo a contar para a 21.ª jornada do campeonato.

O incidente aconteceu por volta dos 70 minutos de jogo, depois de Marega ter marcado o golo que colocou os dragões em vantagem.

Marega fez o 2-1 e virou-se para uma das bancadas do Estádio D. Afonso Henriques a bater no braço.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.