|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Papa apresenta a lei como instrumento de liberdade

16 fev, 2020 - 11:41

A guerra é culpa das pessoas que não sabem dominar as suas paixões. “Falta-lhes cumprir a lei”, disse Francisco.

A+ / A-

O Papa apresentou este domingo a lei como instrumento de acrescento da liberdade e não da sua diminuição.

Falando durante o ângelus, Francisco referiu-se ao sermão da Montanha de Jesus, em que ele procura reenquadrar a visão contemporânea das leis que tinham sido dadas a Moisés.

“Trata-se de vivê-la como um instrumento de liberdade, que me ajuda a ser mais livre, que me ajuda a não ser escravo das paixões e do pecado”, disse Francisco.

“Pensemos na guerra, nas consequências da guerra, pensemos naquela rapariga que morreu de frio na Síria, há dias, tantas calamidades. Isto é fruto das paixões.”

“As pessoas que fazem a guerra não sabem dominar as próprias paixões. Falta-lhes cumprir a lei”, concluiu Francisco.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.