RR
|
A+ / A-

Ténis

Pedro Sousa faz história na Argentina

15 fev, 2020 - 13:05 • Sílvio Vieira

O tenista português está a um pequeno passo da primeira final da carreira num torneio ATP. Eliminou o brasileiro Thiago Monteiro, nos quartos de final. O adversário das "meias" está lesionado.

A+ / A-

Pedro Sousa poderá, esta tarde, garantir, pela primeira vez na carreira, a presença na final de um torneio ATP. O tenista português, 145 do "ranking" mundial, derrotou o brasileiro Thiago Monteiro (92) nos quartos de final do Open da Argentina, por 7-5 e 6-4.

O número dois nacional garantiu apuramento para as meias-finais, mas está já com um pé na final. Isto porque o seu adversário, o argentino Diego Schwartzman, lesionou-se na terra batida de Buenos Aires, no jogo dos quartos de final.

Schwartzman realizou exames e as imagens apontam para um rotura na coxa. Caso se confirme, o número 14 do "ranking", grande favorito à vitória no torneio, não se apresentará em "court", esta tarde, às 18h30, para defrontar Pedro Sousa e o português acede à final.

Na outra meia-final, defrontam-se o norueguês Casper Ruud (46) e o argentino Juan Ignacio Londero (69).

Aventura em Buenos Aires

Pedro Sousa apresentou no torneio argentino para disputar a qualificação. O seu "ranking", 145, não lhe conferia entrada direta no quadro principal. Começou por eliminar o italiano Salvatore Caruso (99), mas no jogo decisivo perdeu com o argentino Facundo Bagnis (135).

A derrota colocava-o fora do Open da Argentina. No entanto, a desistência do chileno Cristián Garín, devido a lesão, abriu vaga no quadro principal e Pedro Sousa preencheu-a, com estatuto de "lucky looser". Outro português, João Domingues, teve a mesma sorte, aproveitando a desistência do espanhol Fernando Verdasco.

Domingues, contudo, perdeu logo na 1.ª ronda. Pedro Sousa tinha encontro com o jovem argentino Facundo Diaz Costa (471). O tenista, de 19 anos, recebeu convite da organização e deu trabalho ao número dois nacional. Só ao terceiro set é que o jogo ficou resolvido.

Na 2.ª ronda, Pedro Sousa mediu forças com o eslovaco Josef Kovalik (129), em dois sets, ambos decididos no "tie break". Exposto a grande desgaste, o português disputou os quartos de final, com Thiago Monteiro, limitado por um problema muscular, mas acabou por derrotar o brasileiro.

Tem, agora, a oportunidade, de chegar à final do ATP 250 de Buenos Aires, vencendo Diego Schwartzman, ou beneficiando da desistência do argentino.

Pontos e Euros

Pedro Sousa já garantiu, pela presença nas meias-finais cerca de 32 mil euros e 90 pontos para o "ranking". Se for derrotado na final, o tenista português encaixa 57 mil euros e soma 150 pontos. Caso vença, recebe cerca de 103 mil euros e acrescenta 250 pontos na tabela.

É a primeira vez que Pedro Sousa está numa fase tão adiantada de um torneio ATP. O Open da Argentina é de categoria 250, equivalente ao Estoril Open.

São torneios de quarta categoria, depois dos "Grand Slam", ATP Masters 1000 e ATP 500. A diferença entre as diferentes categorias está no montante dos prémios distribuídos e nos pontos atribuídos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.