|
A+ / A-

Ténis

Nadal e Halep seguem para a terceira ronda do Open da Austrália

23 jan, 2020 - 14:42 • Redação

Antigos números um do ténis mundial não cedem, em mais um dia feliz para os favoritos, no piso rápido de Melbourne.

A+ / A-

Os tenistas mais cotados em ação esta quinta-feira garantiram a presença na terceira ronda do Open da Austrália, primeiro torneio do Grand Slam da temporada de ténis, que se joga em piso rápido.

O número dois entre os homens, o espanhol Rafael Nadal, teve de suar para derrotar o argentino Federico Delbonis, 76.º colocado do "ranking" ATP e "carrasco" de João Sousa, em três sets, por 6-3, 7-6 (4) e 6-1.

O russo Daniil Medvedev, número quatro mundial, bateu o "qualifier" espanhol Pedro Martínez, 168.º ATP, em três sets, por 7-5, 6-1 e 6-3.

O austríaco Dominic Thiem, número cinco da hierarquia, passou por grandes dificuldades para superar uma das sensações do torneio, o australiano Alex Bolt, número 140, em cinco sets. O tenista local tinha o apoio do público, mas acabou por cair, por 6-2, 5-7, 6(5)-7, 6-1 e 6-2.

O alemão Alexander Zverev, número sete do mundo, venceu o bielorrusso Egor Gerasimov, número 98, em quatro sets, por 7-5, 6-1 e 6-3.

As melhores do mundo não cedem


A número dois entre as mulheres, a checa Karolína Plísková, derrotou a alemã Laura Siegemund, 72.ª colocada do "ranking" WTA, com duplo 6-3.

A romena Simona Halep, atual número três do mundo e antiga número um, não deu hipótese à britânica Harriet Dart, 173.ª WTA. A campeã de Roland Garros triunfou em dois sets, pelos parciais de 6-2 e 6-4.

A ucraniana Elina Svitolina, quinta tenista mais cotada do globo, foi a última a deixar o "court". Para trás, ficou a norte-americana Lauren Davis, número 62 do "ranking", que perdeu em dois sets, por 6-2 e 7-6(6).

No jogo de cartaz da segunda ronda, entre a suíça Belinda Bencic, número sete da hierarquia mundial, e a letã Jelena Ostapenko, número 45 (há menos de um ano era a número cinco), sorriu a tenista mais cotada. Bencic venceu o duelo em dois sets, por duplo 7-5.

A holandesa Kiki Bertens, que fecha o "top-10" das melhores do mundo, entregou guia de marcha à australiana Arina Rodionova, 93.ª classificada do "ranking" WTA, ao cabo de dois sets, pelos parciais de 6-3 e 7-5.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.