Tempo
|
A+ / A-

Libertado um dos seminaristas raptados na Nigéria

20 jan, 2020 - 13:37

Um dos jovens que estava gravemente doente foi deixado à beira de uma autoestrada. As negociações mantêm-se pela libertação dos outros três.

A+ / A-

Foi libertado um dos seminaristas raptados na Nigéria, no passado dia 8 de janeiro.

O rapaz, cujo nome não foi divulgado, foi deixado à beira de uma autoestrada, gravemente doente. Segundo a imprensa nigeriana, já se encontrava doente quando foi raptado, e o seu estado de saúde tinha-se agravado em cativeiro.

Encontrado por locais junto à estrada, foi ajudado e transportado para o hospital. As autoridades da Igreja Católica local já tomaram conhecimento, confirmaram a sua libertação e estão a acompanhar o caso.

A fundação Ajuda à Igreja que Sofre, que presta apoio direto a comunidades cristãs em situações difíceis, também confirmou a libertação do rapaz, indicando que está a reagir bem aos tratamentos.

Segundo o site de informação católica acidigital, a Igreja está a trabalhar para libertar os seminaristas restantes, mas recusa dar qualquer informação sobre o valor que os criminosos estão a pedir de resgate.

A Conferência Episcopal nigeriana continua a pedir orações pela libertação dos três rapazes.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+