Tempo
|
A+ / A-

Espanha

Baleares declaram guerra ao “turismo de bebedeiras”

17 jan, 2020 - 19:28 • Redação

O objetivo é combater "o turismo baseado em excessos". "Happy hours" e compra de bebidas depois das 21h passam a ser ilegais.

A+ / A-

As Ilhas Baleares aprovaram, esta sexta-feira, uma lei que restringe o consumo de bebidas alcoólicas naquela comunidade autónoma espanhola.

As conhecidas “happy hours” passam a ser proibidas por lei, bem como o “balconing”, prática viral que consiste em saltar de varandas para dentro de piscinas. A atividade, que normalmente acontece em hotéis, tem provocado dezenas de mortes nos últimos anos.

As multas por “balconing” podem chegar aos 60 mil euros e levar à expulsão imediata do hotel onde a prática decorreu.

Várias atividades e serviços turísticos, como tours de “pub crawls”, máquinas de venda automática de bebidas alcoólicas, barcos de festa e bares abertos foram banidos na Playa de Palma e em Magaluf, na ilha de Maiorca, e em Sant Antoni, Ibiza.

Para além destas restrições, vai passar a ser proibido vender bebidas alcoólicas, nas Ilhas Baleares, entre as 21h00 da noite e as 8h00 da manhã.

“Com isto, as Ilhas Baleares passam a ser o primeiro destino europeu a lutar contra o turismo baseado em excessos”, anunciou esta sexta-feira Iago Negueruela, conselheiro do Trabalho, Comércio e Indústria das Ilhas Baleares.

Por sua vez, Jose Tirado, presidente da Associação dos Serviços Turísticos e Comércio de Maiorca, considera estas restrições “exageradas e desproporcionais”.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+