|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Mirandela. Escola evacuada devido a fuga de gás

15 jan, 2020 - 14:34

O sistema de evacuação do edifício foi acionado e as cerca de 100 pessoas que se encontravam no local saíram “em segurança”, segundo o presidente da Cãmara de Mirandela.

A+ / A-

Uma fuga de gás em Mirandela levou, esta quarta-feira, à evacuação, do edifício onde funciona uma creche e a escola de música Esproarte e a suspensão das aulas até reavaliação das condições. A atividade normal será retomada na quinta-feira depois de repostas as condições de segurança, informou a Câmara Municipal.

O edifício é propriedade da câmara municipal e esteve ocupado até há alguns anos pelo Instituto Jean Piaget, que tinha ali em funcionamento um laboratório que estava agora a ser desmantelado e onde teve origem a fuga de gás, como indicou à Lusa a presidente da autarquia, Júlia Rodrigues, que é também responsável pela Proteção Civil Municipal.

O sistema de evacuação do edifício foi acionado e as cerca de 100 pessoas que se encontravam no local saíram “em segurança”, segundo disse.

De acordo ainda com a autarca, um jovem que sofria de problemas respiratórios sentiu-se mal e foi levado para o hospital de Mirandela.

O alerta para o incidente foi dado às 10h39 e uma hora depois a Autoridade Nacional da Proteção Civil deu como fechada a ocorrência que envolveu seis bombeiros e polícias e duas viaturas. O Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) Bragança confirmou à Lusa que não se registaram feridos, apenas um jovem se sentiu mal.

No edifício funciona atualmente a creche Nuclisol do Instituto Jean Piaget com 40 crianças e a escola de música Esproarte, que se mudou para o local este ano.

No total estariam nas instalações, entre crianças e adultos, “cerca de 100 pessoas”, como indicou à Lusa a coordenadora municipal da Proteção Civil, Maria Gouveia.

Na origem do acidente estiveram, segundo a presidente da câmara, Júlia Rodrigues, trabalhos que o Instituto Piaget está a fazer para desmantelar o antigo laboratório que ali funcionava.

O equipamento já tinha sido retirado das instalações, mas terão ficado três botijas de gás propano ativas. As obras em curso, de acordo com a autarca, terão danificado um dos tubos do gás que se propagou pelo edifício todo.

O sistema de evacuação foi acionado e as crianças do infantário foram recolhidas nas instalações da PSP, que ficam em frente do outro lado da avenida, até os pais as irem buscar.

Curiosamente, a creche Nuclisol tinha programado para a manhã de hoje um simulacro para testar as condições de segurança, contou a autarca.

[notícia atualizada às 20h12 - escola reabre na quinta-feira]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.