Tempo
|
A+ / A-

Kim Jong-un ameaça retomar testes nucleares e desenvolver “nova arma estratégica”

31 dez, 2019 - 22:27 • João Pedro Barros com Reuters

Líder norte-coreano deixa no ar a possibilidade de testar mísseis de longo alcance e ogivas nucleares, mas ao mesmo tempo abre a porta ao diálogo com os Estados Unidos.

A+ / A-

O líder norte-coreano Kim Jong-un prometeu esta terça-feira (já quarta-feira na Coreia do Norte) introduzir uma “nova arma estratégica” no futuro próximo, em declarações citadas pela KCNA, a agência estatal de notícias do país.

O líder supremo da Coreia do Norte ressalvou que se sente desobrigado de manter suspensos os testes de mísseis de longo alcance e de ogivas nucleares, que a Coreia do Norte parou em 2017.

No que parece ter sido um discurso com mensagens distintas e ambíguas, Kim Jong-un diz que as novas armas serão necessárias até que os Estados Unidos desistam de uma política hostil.

Ao mesmo tempo, garante que irá continuar o processo de desnuclearização, apesar de os EUA terem falhado o compromisso de reatar negociações até ao final de 2019.

A diplomacia de Washington é acusada de fazer exigências "próprias de gangsters", mas Kim, que falou no âmbito de uma reunião do Partido dos Trabalhadores da Coreia, deixou a porta aberta ao diálogo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.