|
A+ / A-

Helicóptero do INEM falha socorro em Ourique devido a avaria

10 dez, 2019 - 07:01

A vítima, de 22 anos, não resistiu aos ferimentos.

A+ / A-

Há um novo caso de falha de socorro a envolver o INEM. Desta vez, problemas nos comandos de um helicóptero sedeado em Loulé obrigaram o aparelho a regressar à base, impedindo o socorro a uma vítima de um acidente no IC1, em Ourique, na segunda-feira.

A jovem, de 22 anos, entrou em paragem cardiorrespiratória e foi transportada de ambulância para o Serviço de Urgência Básica (SUB) de Castro Verde, onde foi declarado o óbito.

Uma nota oficial, enviada à redação, explica que o helicóptero já tinha iniciado o voo quando “os pilotos tiveram a indicação de um problema técnico impeditivo da continuação da missão, motivo pelo qual tiveram de abortar a saída e voltar a aterrar em Loulé”. O aparelho em causa está a ser reparado, devendo ficar operacional durante a manhã de hoje.

Uma colisão frontal no IC1 envolveu dois veículos ligeiros de passageiros, sendo que, num deles seguia a jovem que acabou por morrer e, no outro, uma pessoa (com cerca de 60 anos), que sofreu ferimentos ligeiros e foi assistida no local.

Segundo “O Jornal de Notícias”, a jovem, que seguia no sentido sul/norte do IC1, terá saído da faixa de rodagem, por razões ainda desconhecidas, indo embater contra um veículo que circulava no sentido contrário, num “despiste muito violento”.

As causas do acidente estão a ser averiguadas pelo Núcleo de Investigação Criminal de Acidentes de Viação (NICAV) de Beja.

O acidente deu-se em Portela do Lobo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.